Fábio Jr em São Paulo

Fábio Jr sempre embala o coração de todo mundo com suas músicas românticas e sua voz. Em 07 de Fevereiro de 2020 quem está por São Paulo, poderá ver e ouvir o cantor de pertinho e se emocionar.

Fábio se apresenta no palco do Espaço das Américas às 22h com um show inesquecível e com uma produção impecável. O cenário trás painéis de led, colunas e elementos que valorizam a estética de forma simples e sofisticada.

Foto de André Hirae

No repertório da apresentação, as grandes canções que marcaram a carreira de Fábio Jr, como os hits “Caça e Caçador”,”Você” e “Alma Gêmea”. O cantor também canta suas versões para sucessos de outros artistas, como “Tente Outra Vez” (Raul Seixas) e “Dias Melhores” (Jota Quest). Destaque para o momento acústico do show, que promete emocionar muito.

Os ingressos podem ser comprados nas bilheterias do Espaço das Américas e pelo site da Ticket 360

O Show

Quando: 07 de Fevereiro de 2020

Horário: 22h (Abertura da casa às 20h)

Onde: Espaço das Américas – Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda, São Paulo/SP

Valores: De R$ 140 à R$ 320
Censura: 14 anos

Henrique e Juliano em São Paulo

Uma das melhores duplas sertanejas do Brasil, Henrique e Juliano vai se apresentar em São Paulo no Espaço das Américas e você não pode perder a oportunidade única de assistir aos dois de pertinho.

O show que celebra o DVD “Menos é Mais” vai acontecer no dia 21 de Dezembro às 0h30, um belo presente de fim de ano para todos os fãs

Os irmãos de Tocantins que estouraram no país em 2014 e hoje já somam mais de 6 bilhões de visualizações no You Tube, vão emocionar e fazer todos dançarem com grandes sucessos do novo DVD como “Quem Pegou, Pegou”, “Cidade Vizinha” e “Completa a Frase”, além de outros grandes sucessos da carreira.

Os ingressos podem ser adquiridos nas bilheterias do Espaço das Américas e também pelo site da Ticket 360.

O Show de Henrique e Juliano

Quando: 21 de Dezembro de 2019

Horário: 0h30 (abertura da casa às 21h30)

Onde: Local: Espaço das Américas – Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda, São Paulo/SP

Valores: Pista R$ 120 e Pista Premium R$ 180

Milton Nascimento em São Paulo

Um dos maiores nomes da MPB, Milton Nascimento rodou o Brasil com a turnê “Clube da Esquina”. E você de São Paulo e região, não pode perder a chance de conferir de perto os últimos shows da tour.

Serão duas apresentações, que acontecem nos dias 17 e 18 de Janeiro em uma das casas mais emblemáticas da cidade da garoa, o Espaço das Américas às 22h30.

Os shows celebram o clássico “Clube da Esquina” (em dois discos), inclusive com músicas que antes nunca tinham sido cantadas ao vivo. Canções dos discos “Minas” e “Gerais” estarão presentes também, pois os dois trabalhos tem direta ligação com “Clube da Esquina”.

Foto: João Couto

E o melhor, Lô Borges, Wagner Tiso e Flávio Venturini, os grandes parceiros do nosso querido Bituca vão participar dos shows. Também foram convidados para dividirem o.palco com o cantor, Criolo, Maria Rita e Maria Gadú, grandes nomes da música brasileira atual.

No repertório, Milton trará alguns de seus grandes hits, como “Clube da Esquina 1”, “Cravo e Canela”, “Cais”, “Canção Amiga” e “Nuvem Cigana”. O show tem direção artística de Augusto Nascimento e direção musical de Wilson Lopes.

“Clube da Esquina”, o Show

Quando: 17 e 18 de Janeiro de 2020

Horário: 22h30 (abertura da casa 20h30)

Onde: Espaço das Américas – Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda, São Paulo/SP

Censura: 14 anos

Valores: De R$ 120 à R$ 380

Vendas: Nas bilheterias do Espaço das Américas e pelo site

Mundo Psicodélico 2019

Em Dezembro em São Paulo acontece a terceira edição do Festival Mundo Psicodélico, um dos maiores festivais eletrônicos do país.

Com mais de 50 artistas, este grande evento vai acontecer nos dias 07 e 08 de Dezembro, somando 24 horas de duração (16 de festival e 8 de after) no Estádio do Canindé.

O mais bacana é que além da diversidade musical, o Mundo Psicodélico trás muitas manifestações culturais ao longo do evento, que reunem união e harmonia entre música, arte, gastronomia e cultura.

Por todo festival haverão intervenções artísticas e exposições culturais, bem como, espaço de cura e redução de danos, chill out, feira mix, desenvolvimento sustentável e vídeo mapping por um dos maiores VJ’s do Brasil, o VJ Vacão.

Ao todos são três palcos bem distintos. O Palco MP Brasil trará ritmos como Rap, Reggae e MPB com artistas como Cynthia Luz, Mato Seco, Rincon Sapiência e Planta & Raiz, além do belo Tributo a Charlie Brown Jr.

Já o Palco Mundo é todo dedicado à Música Eletrônica de baixo bpm, como Techno e House, com nomes como D-NOX, Eli Iwasa B2B Ella Whatt, Melon Blush e Fernanda Pistelli.

E o principal palco do festival, o Palco Psicodélico é voltado ao Psy Trance e a psicodelia fica por conta de Vini Vici, Vegas vs Hi Profile, Mandragora, Captain Hook, Blazy, Avalon, Psycho Cat, KOBI, Menumas, Altruism, Fábio Busco, Raz, Ghost Rider, Acquavitta e Kvera.

Foto: Palco Psicodélico em 2018

Lembrando que ainda terá o after que acontece no mesmo local, ainda sem artista anunciado. E para os ingressos você pode escolher entre pass (festival), full pass (festival + after) ou full pass área vip (área diferenciada no estádio com bares e banheiros exclusivos). Para validação do ingresso social é necessário a doação de 1KG de alimento não perecível, que será encaminhado para instituições carentes.

Para adquirir o seu ingresso acesse https://www.mundopsicodelico.com/festival/

Mundo Psicodélico 2019

Quando: 07 e 08 de Dezembro

Onde: Estádio do Canindé – Rua Comendador Néstor Pereira, 77 – São Paulo/SP

Horário do Festival: Do dia 07 às 19h até dia 08 às 11h

Horário do After: Dia 08 das 11h às 19h

Banda Sueste em São Paulo

Texto e Fotos por André Rossanez

No Domingo, 17 de Novembro, a Banda Sueste se apresentou em São Paulo no Beco Clube.

O Portal Me Gusta teve o privilégio de conhecer de pertinho o som super positivo, empolgante e de qualidade. Um Rock de primeira grandeza.

O mais bacana foi ver uma base de fãs empolgados bem na frente o palco, cantando e gritando muito ao ouvir sucessos como “Só Pra Saber”, “Daqui Pra Frente” e todo o repertório do show.

Levando o público que os acompanha ao delírio, som de pássaros iguais ao da versão em estúdio, abriram a canção “Segundo Andar”, a favorita de quem vos escreve e uma das melhores da banda.

A emoção tomou conta da casa de show, quando os garotos tocaram a romântica “Luzes de Natal”. Um momento belíssimo que ficara na memória e no coração de todos.

Destaque também para a faixa “Comigo”. Uma música que traz bastante identificação com quem escuta. Quem nunca teve ou sonhou em ter alguém como um porto seguro?

Durante o show uma das coisas mais especiais e bonitas é a cumplicidade dos integrantes no palco e o amor que eles sentem um pelo outro. Algo que percebemos nitidamente tanto nos gestos, como nos olhares entre eles. Muito lindo de ver.

É muito bacana e emocionante ver uma banda independente, que já conquistou fãs tão fervorosos e apaixonados. E os garotos da Sueste foram muito incríveis atendendo o seu público após o show, com tanto amor e se divertindo tanto com os fãs ao tirar fotos.

Algo que me chamou muita atenção, foi perceber que o som da banda Sueste tem um estilo próprio . Eles fazem aquela música, que só de você ouvir a voz do vocalista e os elementos musicais do arranjo, já na hora para e pensa “É a Sueste”.

Projeto Rivera em São Paulo

Fotos e Texto por André Rossanez

No Domingo, 17 de Novembro, a banda Projeto Rivera se apresentou em São Paulo no Beco Clube, com um show muito animado.

O Portal Me Gusta teve o privilégio de acompanhar esse momento mágico. Os roqueiros que já tem sua legião de fãs, fizeram a festa com muita animação e muita energia positiva.

Eles sabem como ninguém colocar a vibe de todo mundo lá pra cima. Enquanto tocam e cantam, se movimentam pelo palco a todo momento e criam uma conexão espetacular com seu público.Sucessos como “Varanda”, “Cantar Olá” e “Zera Vida” levaram a plateia à loucura e todos cantaram juntos.

Um dos momentos mais lindos foi o momento da canção “Canto Bom”. Uma das mais amadas canções da banda, foi tocada com muita energia e de forma visceral. Teve muita troca, muita interação deles com o público.

Até música inédita rolou. “Cavalo Dado” foi apresentada aos fãs e arrisco dizer, que vai ser um dos maiores hits do Projeto Rivera. Todos amaram e receberam a novidade com muito amor, gritos e aplausos.

Destaque também para “Alumiá” e “Bonde Da Luz”, duas das músicas mais emblemáticas da banda. Foi lindo.

Ao fim do show, eles chamaram no palco as bandas Lupa e Sueste que também tinham se apresentando naquela noite. A união entre bandas e o carinho entre eles é algo inspirador e transborda naturalmente. Vemos nos olhos deles este amor entre verdadeiros amigos.

Viva o Rock Nacional!

Banda Lupa Em São Paulo

Fotos e Texto por André Rossanez

No Domingo, 17 de Novembro, a Banda Lupa se apresentou em São Paulo no Beco Clube, com um show fantástico.

O Portal Me Gusta teve o privilégio de acompanhar esse momento único, cheio de energia boa e música de qualidade com belas mensagens de amor.

Não teve uma pessoa que ficou. Lupa fez todo mundo cantar e sair do chão. Um show com muita interação deles com o público e com uma conexão entre fãs e banda, daquelas que só grandes artistas alcançam.

O hit “E Se Não Der Pra Esperar” e a fofa “Oi” mostraram serem algumas das canções mais adoradas pelos fãs. Todos que ali estavam, sabiam cantar as letras do início ao fim e fizeram isso em coro com muita animação e entrega Foi de arrepiar.

“Bixinho” é outra música fantástica da Banda Lupa que não podia ficar de fora e que levantou todo mundo. Mais uma vez se ouviu um belo coro dos fãs. E a faixa “Lunático” também foi cantada por todos com carinho.

Um dos momentos mais especiais foi quando os garotos da Lupa tocaram o sucesso “Justo Eu”. O vocalista Múcio, super animado saiu do palco e foi para o meio da galera. Cantou e pulou com todos e pediu um abraço coletivo bem gostoso. Uma experiência única que celebra a forte conexão da banda com o seu público.

O show da Banda Lupa, é sem dúvida, um dos melhores shows do Rock Nacional. São poucos os artistas que conseguem criar uma conexão e um amor tão grande com seus fãs e seguidores, como eles. A gente sai da apresentação deles totalmente energizados e leves. Uma experiência que vale muito a pena!

Após o show conversei rapidamente com os garotos da Banda Lupa e você pode conferir a baixo:

Eu com a Banda Lupa após o show

Kelly Key – Chá da Alice

Texto e Fotos por André Rossanez

Na madrugada de 14 pra 15 de Novembro, São Paulo recebeu a estreia da turnê de comemoração dos 10 anos de carreira da Kelly Key, na Audio Club durante a festa ‘Chá da Alice’.

Uma noite mágica, em que podemos matar a saudades de uma das maiores cantoras do Pop Nacional e que estava fazendo muita falta para todos nós.

O Portal Me Gusta teve o privilégio de estar presente nesse momento tão especial e que foi inesquecível.

No começo do show, chegou ao palco uma grande caixa de som cenográfica e ela foi virada para o outro, revelando Kelly Key que estava na parte de trás. Ele foi recebida com muita energia e muito carinho cantando “Adoleta”, um de seus maiores sucessos. E todo mundo sabia a coreografia e dançou com ela. Foi lindo!

A plateia veio também a loucura com “Pegue e Puxe” e “Chic Chic”, que representam muita atitude e empoderamento. Uma grande inspiração para as mulheres.

Kelly estava muito emocionada e agradeceu a presença de todos naquele momento tão especial. Disse que estava muito feliz em recomeçar e que isso só foi possível graças a força que os fãs deram a ela e lembrou que é geralmente mais difícil recomeçar do que começar, mas que estava sendo muito bom.

O novo single de Kelly Key também foi cantado. “Aumenta o Som”, mostrou que chegou para ser um grande hit. A plateia cantou junto e foi ao delírio, mostrando como essa música empoderada ja é tão especial pros fãs.

Kelly que há pouco tempo lançou o EP “Do Jeito Delas” com regravações e “Aumenta o Som”, contou que outros EPs virão e juntos se tornarão um álbum novo. E para a alegria de todos nós, a cantora apresentou nesta noite duas novas canções inéditas.

“Montanha Russa”, é Reggaeton bem gostoso que fala sobre um amor que nos faz sentir uma montanha russa de emoções. E a romântica “A Falta Que Me Faz”, que emocionou a todos e sem dúvida é uma das mais belas canções de Kelly Key.

Em falar em romantismo, também não pode faltar o grande sucesso “Anjo”, a música favorita de quem vos fala. Quem nunca cantou e se deixou envolver com esta canção? Foi um momento mágico com um coro lindo da platéia.

Algo muito bacana nesse show, foi a artista ter incluído “Controle”, uma música que é muito bacana e que fez parte de seu álbum em que cantava canções no ritmo Kizomba, típico de Angola. Os fãs adoraram e dançaram Kizomba com ela.

Foi também inesquecível a canção “Você é o Cara”, uma homenagem dela o marido Nico. Ao fim da música, podemos ver uma linda foto no telão da família de Kelly Key com ela.

E um dos momentos mais esperados da noite aconteceu. A divertida “Barbie Girl” fez todo mundo cantar e se divertir. E em seguida a plateia veio ao delírio e cantou muito com Kelly como se nao houvesse o amanhã, o maior sucesso dela e que a consagrou, “Baba Baby”. Um momento que vai ficar marcado no coração da cantora e de todos nós.

Para finalizar, Kelly cantor mais uma vez o novo sucesso “Aumenta o Som”, que mais uma vez contagiou demais os fãs.

Esse retorno de Kelly Key aos palcos realmente foi especial. Senti a artista muito conectada com seu público e emocionada. Ela está mais linda do que nunca e mais madura como cantora e artista e cantando melhor ainda. Ver Kelly Key ao vivo é uma experiência única. É emocionante. A gente saí de lá leve e energizado.

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=3776051662420648&id=100000475548041

Kelly Key – Chá da Alice

Um dos momentos mais aguardados do Pop Nacional é a volta de Kelly Key aos palcos. E para esse momento foi escolhido o Chá da Alice.

A festa está completando 10 anos de muito sucesso e após fazer a nave da Xuxa descer novamente e o trazer o quinteto mais amado do país, Rouge, é a vez de Kelly marcar presença nesta celebração linda.

A apresentação acontecerá em São Paulo, no Áudio Clube, em 14 de Novembro às 23h.

O show “Aumenta o Som”, que marca a volta de Kelly Key tem direção de Pablo Falcão, que também é o criador da festa. No repertório os grandes sucessos da loira, que o Brasil ama e novas músicas. A cenografia é toda arrojada, os figurinos são de estilistas renomados e o balé talentoso é coreografado pelo talentoso Rômulo Morada.

Chá da Alice

O Chá da Alice foi criado em 2009 acidentalmente quando dois atores foram comemorar os seus aniversários no extinto e conceituado ‘Mistura Fina’, na Lagoa (Rio de Janeiro).

Após muito sucesso e burburinho, o produtor da casa, convidou os dois a voltarem e repetirem a dose por três Sábados seguidos. O evento, então não parou mais.

A festa sempre tem uma entrada marcante, onde os personagens de ‘Alice No País das Maravilhas’ recebem os convidados. Várias cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Brasília, já receberam o Chá, que permanece com a mesma essência do início.

Chá da Alice – 10 Anos com Kelly Key

Quando: 14 de Novembro de 2019

Horário: 23h

Onde: Áudio Clube – Av. Francisco Matarazzo, 694 – Barra Funda, São Paulo/SP.

Valores: A partir de R$ 30

Classificação: 18 Anos

Ingressos: https://www.ticket360.com.br/evento/11402/ingressos-para-cha-da-alice-com-kelly-key

ABBA The Music – A Tribute Show

Texto e fotos por André Rossanez

O Portal Me Gusta teve o privilégio de assistir em São Paulo no Teatro das Artes (Shopping Eldorado), o show do grupo cover “Abba The Music”.

O espetáculo “A Tribute Show” resgata os grandes sucessos de uma das maiores bandas do planeta, o Abba. A apresentação conta com arranjos novos e que conseguem manter a essência do grupo. Trabalho primoroso do produtor musical Davi Fernandes.

O quarteto é composto por Mari Moraes, Talina Correia, Thay Henrique e Saulo Leite. É muito bacana a cumplicidade que eles têm em cima do palco e como eles se divertem o tempo todo. Assim o público se contagia com toda essa energia e também se diverte ao relembrar esses hits e com certeza, momentos marcantes da vida. Quem nunca teve uma história com alguma faixa do Abba?

No repertório grandes sucessos como “Fernando”, “Mamma Mia”, “Waterloo”, “Chiquitita” e “Dancing Queen”. Destaque também para “The Winner Takes It All” interpretada por Mari e “I Have a Dream” cantada por Talina. É incrível como elas hipnotizaram a plateia, com todo o talento e afinação delas. E a emoção delas nos emociona.

Também foi inesquecível a hora que as duas cantoras descem do palco e passam no meio da platéia, interagindo com todos. Um momento em que sentimos a conexão entre artistas e seus público.

E não posso deixar de falar, de como a banda formada por Douglas Felix (baixo), Flavio Correa (bateria), Davi Fernando (techado) e Tiago Torres (guitarra) é super afiada e competente. Além de tocarem muito, sabem também levantar a plateia como ninguém.

Vale muito a pena conferir este lindo espetáculo. Você vai se divertir, dançar, recordar momentos e cantar muito com o ABBA The Music.

Eles estão em turnê pelo país e voltaram à São Paulo em Novembro. E você pode ficar por dentro de toda a agenda de shows da banda cover, na página deles no Facebook.

Naiá – “Caetane-se” Em São Paulo

Muitas das músicas marcantes da MPB, são do mega talentoso Caetano Veloso. Algumas dessas canções, ganharam uma nova roupagem empolgante e bela pela cantora Naiá.

Que tal assistir de pertinho, a cantora apresentar essas versões com sua voz linda e marcante? Essa é a oportunidade pra você que é de São Paulo e região.

Na Sexta, dia 11 de Outubro, Naiá faz o lançamento do EP “Caetane-se”, com um show muito bacana no Estúdio Bixiga às 22h. Ela cantará os sucessos de Caetano com muita personalidade.

O Show:

Quando: 11 de Outubro de 2019

Horário: 23h

Onde: Estúdio Bexiga – Rua Treze de Maio, 825 – Bela Vista, São Paulo/SP

Entrada: R$ 10 antecipado e R$ 20 na porta

Maiores informações: https://www.facebook.com/events/738685019926951/

Coletiva de Imprensa – Christian Chávez

Texto e fotos por André Rossanez

O cantor mexicano mais amado do Brasil, Christian Chávez está no Brasil para se apresentar no Sábado (14) em São Paulo no Teatro Gamado.

O Portal Me Gusta teve o privilégio de participar da Coletiva de Imprensa do cantor no teatro em que ele se apresentará.

Christian falou de sua carreira, do Brasil, sua arte e sobre sua evolução como artista.

Antes de começar a responder a imprensa, o cantor agradeceu a todos. “Obrigado Brasil. Obrigado por sempre ter espaço para falar comigo, e sobre o meu trabalho. Agradeço muito, muito a cada um de vocês. Obrigado pela oportunidade de poder compartilhar nesse sábado, com gente tão importante pra mim e pra muitas pessoas. Espero que todos desfrutam muito”.

Fique por dentro de tudo que ele nos contou.

Música favorita do EP ‘Conectados’

“Dizer uma música preferida do EP é difícil. É por isso que ele é um EP, são apenas quatro canções e são muito especiais. Acho que essa é a magia do EP, compartilhar e escolher as músicas que você gosta e adora. Porque quando você faz um disco todo com muitas músicas, você sabe que tem umas quatro ou cinco mais fortes, então pra mim um EP é mais conciso.

Segunda Temporada de Casa das Flores do Netflix

“Não posso falar muito de Casa das Flores, porque apenas em Outubro eles lançam a segunda temporada. Por questões de contrato não posso dizer muito. Mas o que posso falar, é que vai ser um personagem que vai ficar no coração e na história dos melodramas latinos. É um personagem muito forte importante para mim. Foi o projeto mais difícil que já fiz ou imaginei fazer na minha carreira. Foi um ano complicado, mas agora posso olhar para trás e ver que foi um trabalho maravilhoso e eu tinha muita vontade de trabalhar com o Manolo Caro, que é o diretor e produtor.

Na música brasileira, o que Christian escuta mais?

“Jorge e Mateus. Eu gosto muito de sertanejo. Quando era mais jovem, eu gostava mais do Funk, e agora gosto mais do Sertanejo”.

Experiência de morar no Brasil

“Quero fazer mais coisas autorais aqui no Brasil. Morei aqui faz quase cinco anos e foi maravilhoso. Eu morava na Rua Jandira, em Moema e foi muito legal. A verdade é que morar no Brasil é completamente distinto do que vir para visitar. Mas foi maravilhoso, adorei. E conheci muita gente que agora faz parte da minha família pra sempre. Eu quero voltar, quero trabalhar e fazer mais coisas aqui no Brasil”.

Do RBD até aqui, qual a maior evolução que você consegue enxergar em si mesmo?

“Foi uma fase que ficou no meu coração. E vou continuar sendo sendo esse menino louco com os cabelos multicoloridos, brincando o tempo todo, fazendo brincadeiras. Mas agora tenho mais idade e a vida muito mais corrida e posso fazer o que eu quero ir pra onde gosto de caminhar na minha carreira. Agora sou a mesma pessoa, mas sou mais inteligente. E não que eu fosse doido, mas eu era mais jovem. E essa maturidade a gente vai ver no show, tanto no vocal como na presença de palco. É uma coisa distinta agora, mas com a mesma essência”.

Christian já ficou com algum fã brasileiro?

“Eu nunca fiquei com fãs brasileiros, nem qualquer outro fã, porque acho estranho. Todos somos seres humanos normais, e quando você conhece alguém e esta pessoa fala que é muito seu fã, meio que dá medo porque as pessoas Tenho uma ideia de você. Pra mim, em específico, é muito estranho, é tipo como ‘não sei transar comigo mesmo’, é uma coisa muito estranha.

Situação mais inusitada no Brasil

“Acho que foi na primeira vez que vem ao Brasil, com meu trabalho solo. Vim com minha mãe e minha irmã, e um dia escutamos muito barulho, eram os bombeiros e parecia ser um incêndio no hotel, mas era umas fãs que tentavam escalar para me ver e ficaram lá. Agora falando é engraçado, mas no momento não. Foi uma coisa muito louca, muito doida. E depois fui falar com elas”.

Atuar em novelas brasileiras

“Acho que tudo depende do personagem. Agora a verdade é que a carreira mudou para escolher projetos, escolher mais os personagens e mais as histórias. Ter uma história e um personagem que tenha o que dizer definitivamente pras pessoas. Agora tô me dando mais tempo pra poder escolher. Mas eu tenho muita vontade de vir trabalhar no Brasil como ator. Já me chamaram, mas eu não quero fazer qualquer coisa. Quero fazer algo que realmente seja bom”.

Trabalhar sozinho e em grupo

“Acho que o lado ruim de trabalhar sozinho é que você está sozinho. Sobretudo quando você tá em grupo, e tá viajando com as pessoas e compartilhando com eles. Se alguém está mal, você está lá apoiando o amigo. Mas também a pior parte de trabalhar em grupo é que não é somente suas ideias e seu jeito de ver as coisas, são mais cinco cabeças diferentes e muitas vezes é complicado. É como a vida me ensinou. Tudo tem seu pró e seu contra”.

Novela ‘Like’

“Acho que o preconceito do pessoal achar que era um novo RBD, foi o que fudeu tudo. Mas era uma coisa completamente distinta e uma aposta que o Pedro Damian e a Televisa tinham. A verdade é que muita gente gostou, curtiu e achou uma boa história. Posso dizer, da minha parte, que o Gabo (personagem dele) é um professor muito importante, porque sempre achei que os professores podiam mudar e tocar a vida dos jovens e muitos fizeram isso por mim. Era muito importante pra mim. Infelizmente, acho que foi a forma que se planejou o projeto. Eles quiseram tocar em muitos temas e trazer muitos personagens jovens, tanto personagem que não se desenvolviam muito a história desses adolescentes. Foi uma posta de Pedro e fiquei muito contente com o convite e com meu trabalho. Mas vou falar, não vou me privar de falar, o RBD nunca vai voltar. O que tô falando é que não vai se repetir essa magia, foi diferente e com proposta distinta. E Rebelde é Rebelde”

Houve preconceito na época de Rebelde com sua sexualidade?

“Não. Nem por parte dos meus companheiros, nem pelo diretor ou produtores. Desde que eu comecei a trabalhar com o Pedro Damian, não só em Rebelde, mas antes no Classe 406, eles conheciam minha sexualidade. Nunca sente nem preconceito e nem alguma coisa estranha. Pelo contrário.

Os Fãs Brasileiros

“Eles sempre estão aí nos bons e maus momentos. E sempre estão lá pra te dar um conselho, ou pra compartilhar algo ou pra chorar. Então acho que os fãs brasileiros, precisam de um novo nome, porque uma coisa que o brasileiro é, é mais do que isso.

Emcomoda perguntarem tanto sobre o RBD, mesmo com a carreira solo?

“Não, porque a coisa é que Rebelde, me fez famoso internacionalmente, Então foi uma época na minha vida em que fui muito, muito feliz. E agora estou fazendo coisas autorais e coisas distintas. Mas é uma coisa que estou passando para o novo público, e que talvez não seja o mesmo que assistiu Rebelde e é fã ou que era fã do RBD. São coisas distintas, mas eu não fico chateado não e cansado de falar no RBD, pelo contrário. Sou sempre agradecido”

Como é ver tantos fãs ainda falando no RBD e até pedindo um retorno do grupo?

“É muito especial. Se você pensar faz mais de 13 anos de Rebelde e continuar tocando tanto as gerações, desde quando Rebelde estava na televisão, nos fascina e é estranho, mas é muito bom. Rebelde não é uma coisa que você vê na TV e diz ‘nossa eu lembro’, é uma coisa ainda muito recente e atual, ainda muito atual. É uma coisa muito linda também conhecer novos fãs, que têm 5 ou 6 anos e você fala ‘como pó? já passou tanto tempo’. E esse fascínio e ter essa energia e ver como foi importante Rebelde pra gente e pras pessoas é incrível”

Quem do mundo artístico o inspirou a ser artista

“Adoro os Beatles e acho que a pessoa que mais me inspirou foi o John Lennon e os Beatles no geral. Acho que eles transformaram o que era a música pop e experimentaram coisas muito legais com as músicas e com o estilo e a moda. Acho que também eles tinham essa mensagem de paz e de luz e respeito e de não brigar e isso me inspirou muito e à todos do RBD”

Novos projetos

“Estou pensando em fazer um ‘ConectaDOS’ e vão ter muitas surpresas. Como já falei, adoro o povo brasileiro e as músicas brasileiras. Agora também vamos fazer algumas misturas. Acho que estão acontecendo coisas, com o Reggaeton, com a musica urbana e quero fazer muita coisa de mariachi mexicano que vai ficar muito bom.

Realmente é uma experiência única conhecer melhor um artista tão talentoso e sensível. E é muito bonito ver a simpatia de Christian e como os olhos dele brilham ao falar de sua arte, de seus fãs brasileiros e de nosso país.

Particularmente foi uma emoção muito grande, poder conhecer de perto e entrevistar um artista, que sempre admirei tanto.

Christian Chávez é sucesso por seu talento e sua luz e também pela sua maneira de ser, de tratar seus fãs com carinho e por suas canções tão marcantes. Um artista incrível e um ser humano único.

Tiê – Lançamento de “DiX”

Texto e entrevista por André Rossanez

Sexta, dia 6, a cantora Tiê lançou o seu novo trabalho, “DiX”, ao vivo em comemoração aos seus 10 anos de carreira.

E para o lançamento, Tiê recebeu em São Paulo, no Mira (antigo Mirante 9 de Julho) seus fãs, sua equipe e a imprensa para um lindo pocket show.

Antes da apresentação, rolou a discotecagem incrível do DJ Forninho, que animou muito a galera. Também, a artista conversou com a imprensa, inclusive com o Portal Me Gusta.

Foto: Rogério Von Kruger

Saiba tudo o que conversamos na íntegra, sobre os 10 anos de carreira, música, fãs e “DiX”. E em seguida saiba como foi o pocket show.

Portal Me Gusta: Como foi feita a escolha de repertório para comemorar os dez anos de carreira com “DiX”?

Tiê: Foi difícil. Na verdade foi um trabalho em conjunto. Tem algumas músicas que eu não abro mão, o produtor a mesma coisa, a banda a mesma coisa e a gravadora também, então todo mundo palpitou. Teve música que eu pus mas eu não queria fazer, mas o produtor quis muito. Eu gosto de trabalhar assim. Eu faço até sem gostar também, porque quando eu chamo as pessoas para trabalhar tem um porque. Então às vezes é isso, o produtor cismou com uma música que eu não queria, ele queria, eu disse ‘tá bom’ e eu fiz feliz e deu certo. Tem vários fãs que acabam falando ‘nossa adorei que você regravou essa’, então o produtor estava certa também. A gente tem que confiar.

Me Gusta: Como surgiram as participações de Rael e Cynthia Cruz?

Tiê: O Rael, é uma música inédita que a gente pensou nele e eu dei total abertura, pra ele fazer a letra que ele quisesse na parte dele. Foi bem de improviso. A gente teve a chance de ensaiar uma vez e depois já veio o dia da gravação, e ele foi super bem. A Cynthia, eu já não a conhecia, e a música tem isso, tem esses encontros que sempre são bem-vindos. Claro, que nem sempre dão certo, mas muitas vezes dão certo e são bons por isso, porque você não espera nada e de repente vão super bem. E a Cynthia, na hora que a gente fez essa versão, que foi através do Reggae, eu pensei bem nela e eu gostei de ter a Cynthia, porque ela é bem outra bolha e poder misturar é muito importante.

Me Gusta: Como é seu processo de composição?

Tiê: Depende. Eu funciono bem sob pressão quando tenho que entregar alguma coisa. Eu funciono bem de encomenda, muitas vezes tem encomendas como a que Belmonte fez para a série ‘Carcereiros’ da Globo e funciono bem também quando tô triste ou quando eu tô com um sentimento forte e sai uma canção. Mas eu não sou uma pessoa de muitas canções, porque é isso também, como elas são histórias minhas e bem verdadeiras, não tem essa variedade. Tem bem aquilo e eu gosto também, porque o que eu tenho eu uso, uma outra que acaba ficando de fora. Mas no geral tudo é usado.

Eu com Tiê após a entrevista

Me Gusta: Como é sua relação com o seu público?

Tiê: É maravilhosa. Tem vários aqui que são meus amigos, que eu tenho no WhatsApp, falo com eles, levo eles para passear e vão lá em casa e eu vi eles descendo. Tem o Lincon, por exemplo, e agora faz musical, que canta e esses dias ele postou uma foto de quando a gente se conheceu, e ele era uma criança. Então é muito bom, porque 10 anos, querendo ou não, eles também vamos crescendo e isso é muito legal.

Me Gusta: Qual a melhor parte da carreira de cantora?

Tiê: É isso, poder ouvir das pessoas que elas se emocionam, ou que elas melhoraram de uma depressão, ou que eu ajudei ela a passar por uma fase. Acho que isso é o que mais vale. A gente fala em sucesso e o que quer dizer. Muitas pessoas me falam ‘as suas de sucesso’, sei lá. ‘A Noite’ é uma música. Mas, ‘Chá Verde’, é uma música de menos sucesso, mas que salvou pessoas da depressão, então para mim é uma música de mais sucesso. Então o que mais vale é isso, é o que fica. O que fica mesmo são esses laços e poder transformar, querendo ou não, um pouquinho a vida as pessoas.

Me Gusta: Como você está vendo a repercussão do novo trabalho?

Tiê: Acho que tá indo bem. A gente lançou ‘DiX’ hoje e lançou a música ‘Nao Sei’ faz duas semanas. Claro que o Brasil tá passando por um momento tão crítico, e que cada dia a gente tem uma bomba, uma notícia ruim. Então a gente fica até meio que culpada, de celebrar as coisas. As vezes você fala ‘como vou celebrar, se tá acontecendo isso e aquilo?’, mas acho que a gente tem também que seguir vivendo. Acho que as pessoas tão gostando. Eu não faço disco pra que ninguém goste, faço pra que eu goste, porque acho que aí, naturalmente alguém vai gostar. Não dá pra fazer esperando que um formador de opinião vai gostar, que o público vai gostar. Faço o meu melhor e entrego.

Me Gusta: Nesses 10 anos, qual a maior evolução que você enxerga em você como cantora?

Tiê: Acho que eu tô cantando melhor. Principalmente esse ano, eu estudei muito. Então vejo que estou cantando melhor. Mas tirando isso, acho que como pessoa eu evoluí em vários aspectos e outros não. Por exemplo, eu sou mais estressada, mais cansada e mas sem paciência do que antes, mas também tô mais velha e não tem problema.

Convite do lançamento

Me Gusta: O que você diria para quem tá começando na carreira?

Tiê: Quando comecei me perguntaram ‘você quer cantar pra que?’, ‘o que você tem pra falar?’. Porque cantar por cantar tem tanta cantora. Eu diria, não só para uma cantora, mas pra qualquer pessoa, que se você quer um negócio bem feito, quem tem que fazer é você. E tem que estar no fundo do seu coração e ser verdadeiro. Porque não adianta fazer um estilo de música e que vai fazer sucesso, se não for o seu. Então olhe para você mesmo, tenha coragem e faça.

Simplesmente emocionante e lindo. Foi assim o pocket show de Tiê. O público cantou junto dela as canções e se emocionou muito, teve até lágrimas.

A cantora abriu a apresentação com “Minimo Maravilhoso”, uma canção tão gostosa e que emocionou a cantora com o carinho de todos que cantaram junto.

“Sem Tempo” é uma canção inédita e os fãs ali presente já sabiam a letra. Foi um momento lindo. Tiê não conseguiu conter as lágrimas com a emoção que essa música tão sensível causa e com o coro lindo do público. Foum dia momentos mais emocionantes da noite.

Também não ficaram de fora os sucessos “Quem Sabe De Mim Sou Eu”, a tão querida pelo público “Te Valorizo” e a emblemática “Amuleto”.

Outro momento lindo, foi com a canção “A Noite”, um dos maiores sucessos da carreira de Tiê, e que toca muito o coração de tanta gente, inclusive de quem vos escreve. Enquanto cantava, Tiê andou no meio de seu público, que a acompanhou na cantoria. Foi lindo e muito emocionante, uma conexão ventre cabra e fãs, que não tem explicação, apenas se sente.

Para finalizar, Tiê atendeu ao pedido do público e cantou “Botas”. Mais um momento único e que ficará para sempre na memória e no coração de todo mundo.

Capa de “DiX” – com arte de Rita Wainer

Munhoz e Mariano no Villa Country

Pessoal de São Paulo e região, que tal curtir música sertaneja de qualidade? E que tal cantar e dançar muito com os sucessos de Munhoz e Mariano?

Você não pode perder a oportunidade de ver de perto essa dupla incrível no Villa Country. A apresentação será no dia 10 de Outubro às 0h30.

Munhoz e Mariano subirão ao palco para envolver a todos com seus maiores sucessos como “Camaro Amarelo”, “Que Jeito Que Vai Embora”,”Mulherão da Porra” e “,Seu Bombeiro”.

Os dois cantores estão completando 10 anos de dupla, que serão celebrados nesse show. Também serão cantadas os hits do EP “Buteco”, como “Pronto Pro Rolo”, “Barraco” e “Chorar Feito Bebê”.

Não perca essa chance! Os ingressos já estão à venda tanto na bilheteria do Villa Country e pelo site da Ticket 360.

O Show

Quando: 10 de Outubro de 2019

Horário: 0h30 (Abertura da casa às 20h)

Onde: Villa Country – Av. Francisco Matarazzo, 774, Parque da Água Branca, São Paulo/SP

Valores: R$ 30 para mulheres e R$ 50 para homens

Maiores Informações: http://www.villacountry.com.br

Fernando e Sorocaba No Villa Country

Música Sertaneja de qualidade e ainda com engajamento sustentável. É isso que trazem Fernando e Sorocaba. E você de São Paulo e região, não pode perder a oportunidade de ver os cantores de pertinho e se emocionar.

A dupla se apresenta em São Paulo vila Country no dia 20 de Setembro trazendo o show do projeto “O Chamado Da Floresta”.

Às 0h30 eles vão apresentar grandes sucessos desse lindo trabalho como “Cheiro Natural”, “Dói”, “Caminhão de Mudança”, “Nove Entre Dez” e “Valeu aPena”, além de outros grandes hits da carreira dessa dupla incrível.

O DVD “O Chamado da Floresta” foi graado no fim de Julho de 2018 no interior de São Paulo e o local foi escolhido por sua beleza e por seu propósito tecnológico e ambiental. O mais bacana é que Fernando e Sorocaba e sua equipe se preocuparam em fazer um show sustentável.

No dia da gravação, eles usaram a iluminação vinda da própria luz do Sol e efeitos especiais conseguidos por elementos naturais. Além de convidarem o público a pensar no papel de cada um no mundo.

Os ingressos para o show já estão à venda na bilheteria do Villa Country e no site da Ticket 360.

O Show

Quando: 20 de Setembro de 2019

Horário: 0h30 (Abertura da casa às 20h)

Onde: Villa Country – Av. Francisco Matarazzo, 774, Parque da Água Branca, São Paulo

Valores: R$ 30,00 a R$ 120,00

Maiores informações: http://www.villacountry.com.br