Não é Desenho

Rashid, gênio do Rap acaba de lançar “Não é Desenho”que nos lembra a dura realidade da vida, mas lembrando que somos heróis do nosso dia-a-dia.

O single ganhou um clipe simplesmente incrível. Inspirado nos HQs, e com poucas cores e estilo que remetem a estética do filme Sin City, a produção traz uma animação onde o cantor anda pela cidade mostrando sua arte.

Foi utilizado uma técnica de animação chamada ‘Rotoscopia’, na qual utilizam imagens reais e por cima delas é efeito um desenho quadro a quadro.

A nova música traz a batida do Rap, digamos mais clássica, e pesada. A letra além de falar da dura realidade de nosso país, menciona os heróis da ficção e da vida real, para trazer esperança mostrar que todos podemos ser heróis mesmo não tendo super poderes.

Sobre a canção o rapper conta, “É um paralelo entre nossa realidade e aquilo que gostaríamos que ela fosse criando uma ponte entre os mundos”.

O clipe foi feito pelo estúdio Miopia (de Gustavo Magalhães) através da produtora Giramundo Filmes. o estúdio foi responsável também pela arte do primeiro livro do Rashid, “Ideias Que Rimam Mais Que Palavras” lançado em 2018.

Splashin

O rapper Rich The Kid lança o novo single “Splashin” para o seu próximo álbum, “The World Os Yours 2”.

Com direção de Arrad, no clipe o rapper e alguns parceiros experimentam uma poção mágica de um laboratório e em consequência sofrem efeitos corpóreos e ganham maior confiança em si mesmos.

O novo single fala sobre as conquistas financeiras do cantor e que nenhuma mulher conseguirá o explorar e nem acabar com tudo que conquistou, caso ela seja interesseira.

Mete Dança

Mais uma vez Rincon Sapiência chega com tudo com o seu talento. Dando dando.ainda mais voz ao brasileiro, o rapper lança “Mete Dança”.

No clipe com direção de Luba Construcktor, vemos alegria e a beleza do povo da periferia. As gravações foram feitas na zona leste de São Paulo na Vila Silvia e na Cohab 1, muito visitadas pelo cantor em sua vida.

A nova faixa mistura o Rap com o Pagode Baiano, que traz beats eletrônicos juntos à percussão e guitarra. O título da música, inclusive, é um termo muito utilizado no pagode baiano para dizer que a pessoa dança muito e muito bem.

O single é um lançamento do selo MGoma, do próprio rapper. Segundo comunicado à imprensa, o novo sucesso celebra o protagonismo da periferia com a luta pelos espaços de poder, por meio da manifestação cultural.

Sobre a inspiração no Pagode Baiano, Rincon diz “O Pagode Baiano naturalmente convida os corpos a se deixarem envolver com o som. O aprofundamento na pesquisa musical nos últimos anos, me levou a trabalhar com a proposta de dar destaque à expressão corporal nos meus clipes e performances ao vivo no palco”.

Só Os Loucos Sabem

Charlie Brown Jr, um dos maiores nomes do Rock Nacional foi relembrado com maestria por Projota em sua versão para o clássico “Só Os Loucos Sabem”.

O vídeo dirigido por Santiago Ferraz, foi gravado em Outubro de 2017 para o projeto “AMADMOL Ao Vivo”. Este povo foi escolhido para homenagear o grupo através de seu fã Projota e para relembrar os cinco anos do fim da banda.

Segundo Projota, “Charlie Brown Jr foi uma das maiores bandas de Rock do Brasil e tem vários hits inesquecíveis. Me identifico muito com o trabalho deles. Chorão fazia o público refletir com as letras de cada música e isso é algo que eu admiro bastante”.

Foi muito lindo no vídeo ver a conexão do artista com a sua plateia, que cantou muito junto com ele e transmitiu muita energia positiva. E a emoção de Projota nos emociona e muito.

Good Form

Ousada como sempre, Nicki Minaj se junta a Lil Wayne em “Good Form”e põe todo mundo para dançar.

Sexy e provocante Nicki sensualiza junto a bailarinas e sozinha numa banheira no novo clipe com direção de Colin Tilley. E claro, ela interage e muito com Lil.

Polêmica, Nicki Minaj usou o vídeo para provocar seu desafeto público, a cantora Cardi B. Simplesmente ela convidou as bartenders Baddie Gi e Jade que tretaram com Cardi B em agosto no Angels Strip Club em Nova York.

Para quem não sabe, em 2017 após nas redes sociais um fã falar mal de uma performance de Cardi, as duas começaram a se alfinetar porque Minaj curtiu o comentário do tal fã. Daí em diante elas começaram a fazer de tudo, para atiçar uma à outra, através de indiretas.

A versão desta música com Lil Wayne faz parte da versão Deluxe do mais recente álbum de Nicki Minaj, “Queen”.

De Onde Eu Venho

No Dia da Consciência Negra, o rapper Edi Rock lança “De Onde Eu Venho” junto ao funkeiro Mc Pedrinho representando a cultura negra e a origem de todos nós.

Gravado em Salvador na Bahia e em São Paulo no bairro da Vila Maria, o clipe mostra o povo, a cultura e a religião negra e fala sobre termos orgulho sobre a nossa origem.

Edi faz uma reflexão sobre o novo single “Minhas expectativas são as melhores com essa parceria, por ser uma música atual e contemporânea. A minha intenção é fazer com que a nova geração ouça o que eu tenho para falar, pois a mensagem não pode parar, nem pode deixar de ser dita. Você só sabe aonde vai, quando sabe de onde veio. E acho que não tem ocasião melhor do que o mês e o dia da consciência negra para iniciar, novamente, essa reflexão”.

Sobre a música, o artista de 50 anos, conta “De geração em geração necessitamos falar as mesmas coisas, como se fosse uma escola com a mesma aula e a mesma matéria. A matéria em questão seria sobre raízes, de quem somos e que não podemos esquecer de onde viemos. Foram esses questionamentos que fiz quando escutei essa pergunta: ‘De onde veio, Edi Rock?’. E foi em busca da minha resposta”.

Qual seria a resposta dele? É simples. “Não, eu não venho da quebrada, eu sou além de isso. Eu venho dos meus pais e meus pais são do Nordeste. Eu fui ao nordeste para procurar minhas origens e, não, não é apenas o Nordeste. De onde vieram os meus ancestrais? Eles vieram da África e, na verdade, todos nós viemos de lá de alguma forma. Foi aí que eu percebi que isso precisa ser repensado: as nossas raízes ideológicas, de protesto, de superação, de motivação. Principalmente no momento que estamos atravessando no país”.

Essa bela música é uma poesia e nos faz parar para lembrar as nossas raízes e com orgulho repensar nosso presente e nosso futuro. Além de representar lindamente a cultura e a raça negra.

Um Só

Em um momento onde o ser humano não está sabendo lidar com as diferenças, Gabriel o Pensador e Maneva lançam o contundente “Um Só”.

O clipe com direção de Rodrigo Rossi, assim como a música, serve de protesto (e muito bem construído) por um mundo melhor em tempos de fake news, intolerância e violência.

Gabriel, faz uma reflexão sobre o single e os dias de hoje. “Até um tempo atrás dizia-se que as paredes têm ouvidos, mas hoje parece que estamos numa época em que os ouvidos têm paredes. As pessoas não se escutam. Entre amigos a política, a desavença e a discórdia estão falando mais alto do que o respeito, compreensão, entendimento e amor. Essa música fala um pouco sobre isso”.

Músicas como essas são cada vez mais importantes para refletirmos sobre o rumo em que as coisas estão indo em nossa sociedade. E também para podermos pensar em alternativas para melhorar este quadro e como aprendermos a lidar com as diferenças, sem que elas falem mais alto do que o que temos de igual.

Bilhete 2.0

Um dos rappers brasileiros, Rashid lança “Bilhete 2.0” com Luccas Carlos para conquistar seu coração.

O Rap romântico ganhou um clipe com direção de Gabriel Camacho gravado no Rio de Janeiro, próximo ao Cantagalo. Nele vemos dois casais que terminam e se encontram na dilema de como será a vida sozinho.

Sobre Luccas, Rashid faz um balanço “Ele e é um grande talento da nova música brasileira, e especificamente sobre o clipe, além do talento do Camacho, preciso ressaltar que nós também tivemos que atacar de atores. Acho que vai ser uma experiência diferente para os fãs”.

Podemos dizer que os dois arrasaram e muito como atores. Foram convincentes e detalhes alma aos personagens.

Sobre o clipe, o rapper conta “Esse clipe é especial em vários aspectos, porque ele coroa uma música que não envelhece. Um som feito com muito carinho e cuidado sobre o momento delicado da vida de muita gente, mas que representa uma volta por cima também”.

Uma ótima música junto à uma excelente direção, só podia ter resultado em um dos melhores clipes do Rap Nacional. Você vai amar.

A Voz e o Violão

Mais romântico do que nunca Projota nos faz suspirar amor em “A Voz e o Violão”.

Gravado gravado em Peruíbe no litoral de São Paulo, o clipe com direção de Mariana Zdravca, mostra a história de amor e superação de um casal vivido pelos atores Manuela Tavares e Sidney Santiago Kuanza.

A música, que tem Projota como um dos autores, foi inspirada na noiva do cantor Tammy Contro. E o clipe também reflete essa inspiração.

“O clipe acaba retratando, de uma certa maneira nossa história. É uma alegria imensa ver esse resultado depois de tanto trabalho e dedicação. No vídeo, consegui ver todo o sentimento que eu coloquei quando eu escrevi a letra e quando produzi a música. Agora, esse trabalho vai para a rua. Para mim é uma realização enorme”, diz o rapper.

Ainda sobre a música, Projota conta “eu escrevi essa música porque estamos vivendo um momento bem legal. eu diria que é o melhor momento da minha vida, porque eu estou me dando bem no amor e no jogo”.

Sem dúvida, essa é uma das melhores canções de Projota, com uma letra linda, que nos inspira muito e não nos deixa desistir do amor.

Hungria Hip Hop Em Natal

Você é de Natal, região ou está na cidade a passeio e curte Rap e Hip Hop de muita qualidade? Que tal assistir de perto e curtir as músicas de Hungria Hip Hop?

Você não pode perder esta oportunidade no dia 27 de Outubro, novidades no contas no Arena das Dunas. Hungria que vem fazendo 15 shows por mês, trará o show “Um Rolê Em Dubai”, com início previsto para 21h.

No palco sucessos como “Dubai”, “Coração De Aço, “Beijo Vom Trap” e “Lembranças”. Um ótimo programa para curtir com seus amigos, familiares e o seu amor.

Os ingressos variam de R$ 50,00 a R$ 170,00 e já estão à venda no site da Bilheteria Digital. Você também poderá curtir apresentações de Tony Farra DJ Léo Carioca e Time de Patrão.

O Show

Quando: 27 de Outubro de 2018 às 21h

Onde: Arena das Dunas – Av. Prudente de Morais, 5121 – Lagoa Nova – Natal/RN

Valores: De R$ 50,00 à R$ 170,00

Onde comprar: http://www.bilheteriadigital.com.br

Inácio da Catingueira

Um dos melhores Rappers do Brasil Emicida acaba de lançar o contudente “Inácio da Catingueira”, um manifesto a favor da igualdade e que chama atenção para a luta diária dos negros em nossa sociedade.

A música escrita pelo próprio Emicida ganhou um clipe dirigido por André Maciel que também foi responsável pelas ilustrações. A animação de Bruno Mazzilli ajuda a contar a história da música enquanto aparece a letra da pressão.

A música ganhou este nome em homenagem a Inácio da Catingueira o escravo da Paraíba e poeta, que se tornou livre 18 anos antes do fim da escravidão,através do diálogo com o senhor Romano Caluete.

Esse novo single de Emicida através de uma letra forte e ideias que efletem a realidade de nossa sociedade, nos faz refletir sobre as mazelas sociais e nosso papel no mundo.

Sr Presidente

Falando tudo o que o povo gostaria de dizer ao “Sr Presidente”, Projota faz seu desabafo e lembra que já estamos cansados de tanta corrupção e falta de  iniciativa política. Segundo o rapper o novo single é ‘um grito que fala por milhões de brasileiros que acreditam no seu país, mas se sentem desamparados’

No vídeo com direção de Rafael carvalho, o cantor aparece interpretando o tema enquanto são projetadas imagens de momentos críticos de nosso país nos últimos tempos. Além de impactante, o clipe mostra toda a indignação de todos nós com o momento político e social atual de nosso país. Segundo o diretor, “Para representar sua consciência, e os problemas recorrentes da história do Brasil, criamos uma sala de projeção imersiva. Além desse cenário, projetamos ele em fachadas de prédios e em lugares icônicos da cidade de São Paulo que acontecem manifestações sociais”.

capa-projota
Capa do single “Sr Presidente”

Sobre o nosso país e a crise em que ele vem enfrentando, Projota comenta “A população segue totalmente insatisfeita com todos os casos de corrupção e o descaso com as coisas mais básicas que a gente precisa, como educação, saúde, segurança. Está tudo sucateado no país, a economia, desemprego, inflação terríveis. É óbvio que a população chegaria em um nível de insatisfação enorme e agora, perante uma eleição em que a gente não tem uma representatividade do povo nos candidatos, surge essa música. Acho importante que usar essa visibilidade para falar de problemas que precisam ser expostos”.

15344374225b75a82ef21a9_1534437422_3x2_xl
Foto: Haruo Kaneko

Também para o cantor, “Sr. Presidente é uma música que não tem sigla, não tem cor. A única bandeira dessa música é a bandeira do Brasil. Eu tenho certeza que é nessas horas que as pessoas percebem que os mesmos problemas que um lado enfrenta, o outro também enfrenta, e está todo mundo sofrendo junto com tudo isso. Então, eu espero que ela possa ter, sim, essa força para unir as pessoas”.

p
Foto: Pedro Dimitrow

Complementando, sobre o clipe Projotsa reforça “Pensei nessa ideia das projeções, de eu poder cantar e, ao mesmo tempo, apresentar imagens dos acontecimentos do país e que não fosse algo só de hoje. Que fosse algo que mostrasse a história do Brasil porque eu acredito que o problema surge desde o descobrimento do Brasil e os alicerces em que foram edificados a nossa nação já foram construídos todos errados. Então, é por isso que hoje a gente tem esse resultado”