Justin Timberlake – Ícone Contemporâneo

No próximo dia 13, Justin Timberlake será homenageado e festejado em Nova York, no baile de gala do Hall da Fama dos Compositores.

O artista irá receber o prêmio de Contemporary Icon (Ícone Contemporâneo) por sua obra como compositor e cantor que o fez um ícone da cultura pop.

Justin é o segundo artista a receber a nomeação. A primeira da lista é Lady Gaga premiada em 2015. O cantor também está comemorando os 20 anos de carreira.

Para celebrar o feito, a Billboard americana pediu que Timberlake contasse a história que deu origem à três das canções que compôs e fizeram muito sucesso. A baixo saiba quais são e o que ele revelou sobre cada uma.

1 – Cry Me A River (2002) : “Foi um momento de definição de carreira. Isso me levou a ser levado a sério como compositor pela indústria e fãs e ajudou a estabelecer minha voz como artista solo. O som que Timbaland e eu exploramos nessa música é o que lançou as bases para o meu estilo de música seguir em frente”.

2 – SexyBack (2006) : “Timbaland e eu íamos e voltávamos das linhas de negociação, tocando essa música, mas aconteceu mesmo depois de eu ter ouvido David Bowie por semanas. Eu queria algo com a mesma sensação de leveza de “Rebel Rebel”, aquela sensação de estar completamente confortável consigo mesmo. Depois que a música saiu, eu estava andando por Nova York quando cruzei com um entregador da UPS que gritou: “Ei, JT! Estou trazendo o sexy de volta!”. Ele estava vestindo o uniforme e tudo, mas naquele momento ele se sentiu assim e isso foi incrível. Eu queria que qualquer um fosse capaz de dizer aquelas palavras”.

3 – Mirrors (2013) : foi escrita para minha esposa anos antes de ser lançada ou de sermos casados. No entanto, é quando eu a performo ao vivo que eu vejo e sinto como essas letras impactaram os outros. Ouvir todos cantarem aquele último refrão comigo será sempre especial. Significa muito para mim que as pessoas realmente se conectaram com essa música.

Atualmente Justin Timberlake está preparando seu novo álbum, ainda sem data de lançamento. No começo de Maio ele divulgou a participação do rapper Anderson Paak para o próximo trabalho em estúdio.

Man Of The Woods

No segundo dia de Fevereiro, Justin Timberlake finalmente mostrou ao mundo todo, o seu quinto álbum “Man Of The Woods” pela RCA/Sony Music.

A produção ficou nas mãos de uma equipe renomada composta por Justin Timberlake, The Neptune, Timbaland, Danja, D-Roc, Eric Hudson e Rod Knox que soube fazer um trabalho exemplar e de muita, mas muita qualidade.

Justin escolheu o nome do álbum como uma homenagem ao seu filho Silas, pois o seu nome significa ‘Homem da Floresta’. Este título também nos trás um ar de simplicidade e um tom orgânico.

Segundo o artista “Este álbum é realmente inspirado no meu filho, na minha mulher e na minha família, mas, mais do que qualquer outro álbum que eu tenha feito, é de onde sou. É pessoal”.

Ao todo são 16 faixas, incluindo os singles “Filthly” com suas batidas eletrônicas eletrizantes que dão um toque todo conceitual e moderno, sendo um hino contra a falsidade dos que tocam em você com suas mãos sujas e hipocrisia e “Supplie” cheio de referências da cultura ocidental desde seu início, passando por todo o seu desenvolvimento e que fala sobre ser um porto seguro de alguém.

Não posso deixar de dizer como eu fiquei empolgado com a música “Midnight Summer Jam” que nos põe para dançar e tem um gingado todo envolvente trazendo o melhor do Pop juntamente a elementos eletrônicos. Quando a escutei fui logo remetido ao single “Sexy Back” (do álbum “Future Sex/Love Sounds”) pois suas batidas tem uma pegada bem similar.

Destaque para “Wave” que apesar de ter um arranjo um pouco repetitivo e marcado, não é nada enjoado e para “The Hard Stuff” que vem com uma construção vocal incrível e um som que mistura o Folk ao Country.

Uma porção do disco é bem R&B. A bela participação de Alicia Keys dá para a faixa “Morning Light” influência do Soul a tornando gostosa de ouvir, ‘good vibe’. “Flannel” é muito emocionante e traz um choro na voz de Timberlake, já “Montana” tem uma construção melódica sofisticada e envolvente.

Duas canções mais diferentonas, chegaram para conquistar a todos. “Man Of The Woods” dá voz a um homem simples com muito amor e orgulhoso por sua amada, que de forma despretensiosa faz uma linda declaração. E trazendo a colaboração de Chris Stapleton, “Say Something” nos lembra que às vezes a melhor maneira de dizer algo é não dizendo nada e tem uma pegada Country com um pouquinho de elementos eletrônicos e Folk, além de um lindo coral composto por 60 vozes.

Foi muito bom também ver muito bem explorado todo o potencial vocal de Justin com seus agudos em “Higher Higher”, uma declaração para um amor, a princípio proibido e que supera qualquer barreira durante o passar do tempo.

Fechando com chave de ouro o disco temos a homenagem do artista para o seu filho Silas Timberlake. “Young Man” através de sua pegada Soul, mostra um pai que quer mostrar ao filho como ser um homem de bem, trazendo bons exemplos e educação. Logo no início ouvimos o som da voz de Silas ainda bebê falando “Da Da” e no final sua voz mais autualizada dizendo “Papai” e “Te amo papai”. O pequeno completa 3 anos de idade em 2018.

Ouvir esse CD foi uma experiência muito bacana. Ele me trouxe emoção, vontade de dançar e cantar, além de me fazer esquecer todo o meu redor e o tempo passar. As músicas, sem exceção nenhuma, nos envolve e foram muito bem pensadas e produzidas, com uma diversidade de sonoridades que conversam muito bem durante todo o disco, uma com a outra.

Justin Timberlake garante que ao fazer o disco, pretendia refletir o lugar onde cresceu e sua música, porém de uma maneira moderna. E é isso que ele conseguiu.

Em 2016, quando estava começando a produção, o cantor resumiu muito bem o disco que temos hoje finalizado. “Creio que o lugar onde cresci tem uma grande influência. Eu cresci no Tennessee, bem no centro do país. Memphil é conhecida como lugar de origem do Rock and Roll, mas também a casa do blues. Mas Nashville stá bem perto,então há uma boa quantidade de Country”.

“Man Of The Woods” promete ser um dos maiores sucessos deste ano e com toda convicção, digo que é um dos melhores álbuns da carreira de Justin Timberlake.

Man Of The Woods

Conforme o prometido Justin Timberlake acaba de lançar seu quarto single do novo disco com direito a clipe.

Assim como a faixa que se inclina pelo Folk, a produção de “Man Of The Wood”, é muito gostosa de assistir e nos leva um passeio pela floresta e seu em torno com direto a casa da árvore e uma vila com casas aconchegantes.

Dirigido pelo renomado Paul Hunter (que já trabalhou com Jennifer Lopez, Lenny Kravitz, Maroon 5 e Kesha), o vídeo que trás a participação especial de Jessica Biel (esposa de Justin), particularmente, me trouxe a sensação de felicidade enquanto eu o assistia e me fez me sentir dentro da própria história. Algumas partes da coreografia, inclusive me lembraram a época de Timberlake no grupo N Sync.

Sem dúvida esta nova música será sucesso no mundo todo, assim como o novo álbum que acabou de ser lançado e leva o nome desta canção.

Say Something

Temos mais um gostinho do que vem por aí no novo álbum de Justin Timberlake. Acaba de sair o vídeo de “Say Something” com a participação do cantor country Chris Stapleton.

Gravado em Los Angeles no edifício Bradbery Building sob a direção de Arturo Perez Jr, o clipe mostra os cantores que se encontram para o incrível dueto que mistura o Pop com o Country, além de batidas eletrônicas e de quebra temos a presença de um lindo coral formado por 60 vozes.

O novo single foi produzido por Danja e Timbaland e mostra uma faceta de Justin que não conhecíamos. O cantor até parece a caráter usando uma camisa xadrez, ao estilo cowboy americano.

Supplies

Justin Timberlake está arrasando demais com os clipes de seu mais recente álbum com lançamento para o início de fevereiro. 

Ele acaba de lançar o sensacional vídeo de “Supplies” que chegou com tudo junto à direção de Dave Meyers, mostrando que a nova era de canções de Justin será simplesmente de tirar o fôlego.

Com uma ótima fórmula para criticar as coisas ruins do mundo como o preconceito, a desigualdade social, a violência e o desrespeito com o próximo, somos transportados para uma realidade alternativa com situações fantásticas e uma sociedade para lá de exótica. No clipe ainda vemos a participação de Pharrel Williams, um dos produtores do disco novo.

Justin Timberlake coleciona muitos e muitos sucessos e já vendeu mais de 32 milhões de discos no mundo todo. Além de já ter emplacado nos Estados Unidos, cinco canções no topo da lista “Hot 100” da Billboard e de ter participado de filmes como “Amizade Colorida” e “O Preço Do Amanhã”.

Filthy

A espera terminou! Está no ar “Filthy”, o novo clipe de Justin Timberlake e você vai amar.

Com direção do renomado Mark Romanek, a produção mostra o cantor como um grande inventor tecnológico em uma conferência de tecnologia na Malásia em 2028. Lá, ele apresenta sua nova invenção, um robô dançarino que obedece seus comandos sincronicamente. 

No vídeo a coreografia tem grande inspiração nos passos de Michael Jackson e Justin está vestido igualzinho Steve Jobs da Apple (e para mim lembrando também Mark Zuckerberg do Face Book).

O novo single tem um gingado todo gostoso que não nos deixa ficar parados e foi composto pelo próprio artista junto à seus parceiros Timbaland, Danja, James Fauntleroy e Lawrence Dopson.

Além deste, Justin Timberlake prometeu mais três vídeos para promover o novo disco “Man Of The Woods” com estreia para 2 de Fevereiro.

Justin Timberlake 2018

Mal começou o ano e já temos boas novas do astro Justin Timberlake, o príncipe do Pop para muitos.

O ator e cantor revelou que o seu novo álbum se chama “Man Of The Woods” e será lançado no dia 2 de Fevereiro, dois dias antes da sua apresentação nos intervalos do Super Bowl 2018. A capa com foto de Ryan McGinley também foi divulgada e nos dá um gostinho da vibe mais pessoal do novo trabalho.

Segundo Timberlake “Man Of The Woods é inspirado no meu filho, na minha mulher  na minha família, e, mais do que qualquer outro álbum que eu tenha escrito, no meu lugar de origem”. 

O primeiro single será revelado em 5 de Janeiro e no canal do You Tube de Justin foi revelado um teaser do disco onde aparece um dos colaboradores, Pharrel Williams.

Justin Timberlake

Justin Timberlake nascido em 31 de Janeiro de 1981 em Memphis, Estados Unidos, entrou aos doze anos para o programa de TV ‘Mickey Mouse Club’, assim como Britney Spears e Christina Aguilera, no qual ficou até 1995. Após o fim do programa, através de Lou Pearlman, o cantor entrou para o a boyband N’ Sync junto à Lance Bass, JC Chasez, Joey Fatone e Chris Kirkpatrick.

A carreira do grupo começou para valer em 1996 e vendeu 11 milhões de cópias de seu CD de estreia em 1998 pela Jive Records. O sucesso era inevitável e o conjunto permaneceu no cenário musical até 2002 com o total de três álbuns lançados e aproximadamente 60 milhões de cópias vendidas pelo mundo. Foi um dos maiores fenômenos pop de todos os tempos.

n-sync
Com Chris, Joey, Lance e JC – N’ Sync

O álbum ‘Justified’ , o primeiro solo de Justin foi lançado no fim de 2002 e estreou como o segundo disco mais vendido conforme a Billboard americana, vendendo apenas na semana de lançamento 940 mil cópias. Ao todo a previsão é de que o disco tenha vendido no mundo todo 29 milhões de cópias, 9 delas só nos Estados Unidos. A crítica se derreteu pelo trabalho do artista que trouxe o R&B junto ao Hip Hop, e claro o Pop. O primeiro single foi ‘Like I Love You’ e ficou entre as onze músicas mais tocadas da parada americana e a segunda música de trabalho ‘Cry Me A River’ ganhou o Prêmio Grammy na categoria ‘Melhor Vocal Pop Masculino’. Mais dois singles de sucesso foram trabalhados (‘Rock Your Body’ e ’Señorita’).

A primeira turnê do cantor, foi uma das mais lucrativas da música americana, chegando a faturar 112 milhões de dólares. A mesma ganhou registro em DVD (‘Live From London’). Justin deu um tempo na carreira de cantor para se dedicar ao trabalho como ator e participou de filmes como ‘Edison Force’ (filmado em 2004 e lançado em 2006) e ‘Alpha Dog’ (2006). Nesta pausa, fez participações especiais no single ‘Work It’ de Nelly (2003) e na faixa ‘Where Is The Love’ do Black Eyed Peas (2005). Após descobrir nódulos na garganta, foi operado e ficou meses sem poder cantar. Além disto criou sua própria gravadora, a Tennman Records.

Finalmente após participar da música ‘Promiscuous’ de Nelly Furtado e Timbaland em 2006, lançou seu segundo disco ‘Future Sex / Love Sounds’ que já estreou na primeira posição da Billboard vendendo mais de um milhão e meio de cópias na primeira semana. Este marcante disco teve seis incríveis e apaixonantes singles (‘Sexy Back’, ‘My Love’, ‘What Goes Around… Comes Around’, ‘Love Stoned’, ‘Until The EndO f Time’ e ‘Summer Love’) e vendeu pelo mundo 15 milhões de cópias. A turnê de sucesso também ganhou um DVD (‘FutureSex/LoveShow: Live From Madison Square Garden’). Em 2008 Justin participou do CD de ninguém menos do que Madonna na faixa ‘4 Minutes’. Mais uma vez parou de cantar para atuar e fez  filmes como ‘O Guru Do Amor’ em 2008 e ‘Amizade Colorida’ em 2011.

Apenas em 2013 voltou a lançar material discográfico novo e dessa vez foram dois, ‘The 20/20 Experience 1’ e ‘The 20/20 Experience 2’, sendo o primeiro o mais vendido nos EUA naquele ano com 2,5 milhões de cópias. Ao todo foram sete singles (‘Suit & Tie’, ‘Mirrors’, ‘Tunnel Vision’, Take Back The Night’, ‘TKO’, ‘Not A Bad Thing’ e ‘Drink Yoiu Away’).

Em 2014 participou da música ‘Love Never Felt So Good’, do álbum póstumo de Michael Jackson e junto a isso começou a turnê ‘The 20/20 Experience World Tour’ que foi a vigésima mais lucrativa de todos os tempos, arrecadando extraordinários 231 milhões e 700 mil dólares em um total de 134 shows pela África, Ásia, Europa, América do norte e Oceania. Agora em 20016 lançou o single ‘Can’t Stop The Felling’ que faz parte da trilha sonora da animação ‘Trolls’, da qual o prórprio foi produtor executivo, além de dar voz a um dos personagens do longa. Também está sendo lançado o DVD da sua última turnê, ‘JT + The Tenesse Kids’ que além do show trás um documentário. Especulações dizem que o novo álbum será lançado até o fim deste ano.

Justin Timberlake é um dos maiores fenômenos pop de todos os tempos. Não é a toa que muitos o consideram o Príncipe do Pop. Além de ter uma linda e afinada voz, o artista tem muito carisma e atitude no palco e fora dele. Desde o N Sync, mostrava que seria um mega sucesso, sendo o líder do grupo graças à sua popularidade e talento. Estamos ansiosos para um novo disco e uma nova turnê que com certeza será mais um estrondoso sucesso.