CDs Que Amamos : Meu Momento

Em abril de 2009 Wanessa Camargo lançava seu primeiro single em inglês “Fly” com participação do rapper Ja Rule. A canção é totalmente inspirada na trajetória musical da cantora.

O single que ganhou também uma versão em português (“Meu Momento”), foi composto por Deeplick e seus parceiros e traduz a história de Wanessa que veio de uma família musical e teve de mostrar que realmente tinha talento e que podia trilhar sozinha seu caminho.

Foto: Henrique Gendre

Segundo Wanessa sobre “Fly”, “Parece que eles pegaram o meu espírito, leram meus pensamentos e escreveram com a minha mão”.

A cantora também faz uma reflexão sobre a expectativa das pessoas “Não acredito que todo mundo tenha essa idéia, mas eu sei que existem pessoas que tentam jogar meu trabalho para baixo e que me encaram como uma menina que só está na música pelo fato de meu pai ser Zezé di Camargo e isso não tem nenhum cabimento. Ajudou no começo para abrir portas, nunca deixei de falar isso, mas isso não mantém nenhuma porta aberta”.

Essa primeira canção, que indicava futura carreira internacional, já mostrava que Wanessa Camargo iria lançar um trabalho, que fosse bem a cara dela e Pop. E no dia 2 de Junho, foi lançado o seu sexto álbum de estúdio, “Meu Momento” pela Sony Music.

Capa de “Meu Momento”

O disco produzido pelo DJ Deeplick (Fernando Leite) e Denilson Miller, traz 16 músicas bem Pop do jeito que Wanessa sabe fazer muito bem. Um Pop diverso, que se mistura com batidas eletrônicas, R&B e até Hip Hop.

A cantora explica “Foi um CD feito com calma. A gente ficou um bom tempo experimentando coisas. Só quando ele realmente ficou pronto é que a gente mostrou para a gravadora”.

A relação da cantora com seus fãs sempre foi muito próxima e para escolher o segundo single, Wanessa através de seu Twitter, quis saber a opinião de seu público. Seus seguidores então, escolheram a música “Não Me Leve A Mal” como a de trabalho, inclusive esta é a favorita de quem vos escreve, não só do disco como da carreira toda (e até hoje).

A queridinha dos fãs, é bem Pop, tem parte em inglês e parte em português, é forte, empoderada, cheia de atitude e mostra toda a potência vocal da cantora. Wanessa conta, As pessoas se identificavam com essa música, porque quase todo mundo já passou por uma situação como essa. De ter um amigo ou pessoa muito próxima, e descobrir que a pessoa não tem essa fidelidade”.

Foto: Henrique Gendre

Wanessa Camargo também foi percursora neste disco. Uma das primeiras cantoras a gravar em Reggaeton em português. Misturando o ritmo latino com o próprio Reggae, “O Que Vem Do Reggae É Bom” é uma faixa eletrizante e que nos coloca para dançar como se não houvesse o amanhã.

Com esse trabalho, a artista também conseguiu realizar o sonho de gravar com a roqueira mais amada do Brasil, Rita Lee. “Coisas da Vida”, ganhou uma nova roupagem gostosa de ouvir e mais Pop. “Eu sou muito fã da Rita, fanzoca de tremer, e a música dela que eu mais amo na vida é essa. Fez parte da minha história”, diz Wanessa.

Foto: Henrique Gendre

O romantismo também não poderia ser deixado de lado. A bela “Como Eu Te Quis” fala sobre a importância de amarmos sem nos anularmos. Já “Sentido à Minha Vida” é uma bela declaração de amor da artista ao marido Marcus Buaiz.

Outra participação especial é a do cantor Alexandre Carlos. Ele trouxe para o disco um toque de Reggae com “Te Beijar”, uma música sedutora, sexy e com ótima letra.

E não posso deixar de destacar uma das melhores canções deste CD. Com muita atitude e bem eletrônica, “Perdeu” além de ter muita atitude, é um retrato da mulher guerreira, que sabe o que quer e que não abaixa a cabeça por ninguém.

Foto: Henrique Gendre

“Meu Momento” é sem dúvida um dos melhores discos que Wanessa Camargo já gravou. O sucesso foi tão grande que com apenas uma semana de lançamento, se tornou o segundo álbum mais vendido do Brasil, perdendo apenas para “The E.N.D” do grupo The Black Eyed Peas.

Foi um marco na carreira de Wanessa. Projetou a estrela internacionalmente, não só por sua principal música em inglês, mas também por trazer um Pop muito bem produzido e que não deixa a dever, para nenhum produtor ou artista internacional.

Wanessa com Ja Rule em show da turnê “Meu Momento” – Foto: Divulgação