Sua Alegria Foi Cancelada

Após quase três anos sem lançar disco inédito, a banda Fresno lança o intenso álbum “Sua Alegria Foi Cancelada” nas plataformas digitais e em formato físico.

Produzido por Lucas Silveira, o vocalista e com 10 faixas, esse é o primeiro CD com lançamento da BMG, que está de volta após 3 anos atuando apenas como editora.

O novo trabalho do Fresno, traz uma sonoridade mais madura e um pouco mais pesada, com bastante guitarra e sintetizadores. O álbum mais melancólico, que canta a solidão e a tristeza.

Segue do Lucas, “Hoje a tristeza é vista de uma forma mais romântica. O lance da sofrência, da sad music, do trap, resgata o que já fazíamos no começo de tudo. Decidimos trazer isso de volta, explorar as mais diversas faces da tristeza, seja social ou da vida amorosa, uma tristeza inexplicável, mas tomando a narrativa de reflexão, entendimento”.

E como o próprio vocalista diz, “Hoje em dia está até difícil ser feliz, porque com excesso de informação, bombardeio de notícias, o ser humano acaba se sentindo culpado pela sua felicidade, por ter uma hiperconsciência do que está acontecendo”.

Abrindo o disco temos a música “O Arrocha Mais Triste Do Mundo”, que fala sobre chegar onde estamos após passar por muitos obstáculos no caminho. O mundo várias vezes nos diz não, cabelos nós superar isso da melhor forma possível. Ouvimos uma guitarra bem marcada e efeitos de voz nesta canção.

Para lembrar que todos nós somos fortes e podemos ultrapassar as expectativas, ao enxergar a nossa essência, apesar do caos, a faixa “Natureza Caos” vem com tudo para nos fazer refletir e seguir.

Foto: Camila Cornelsen

O projeto conta com participações especiais e o vocalista Lucas Silveira conta “Sempre procuramos ter feats nos discos e uma constante nessas participações é que sempre são parcerias que as pessoas não esperam. O público às vezes se bitola um pouco no negócio do rock, do emocore e tem essas fantasias de ver a gente cantando com o Di Ferrero de novo ou com o Tavares (ex-integrante da Fresno) ou com o Mi, do Gloria. São nossos amigos, mas eu procuro trazer gente que traga não só uma soma musical, mas uma soma cultural, de experiência. Principalmente que na vida de um fã da Fresno acrescente na vida dele, como um novo artista par ele acompanhar, gostar e amar”.

Uma das músicas mais emocionantes e que mais tocou quem vos escreve, é “Sua Alegria Foi Cancelada”, que além de dar nome ao disco Tem a participação mais do que especial da cantora Jade Baraldo. Muito interessante como essa música nos faz refletir através de toda nossa emoção.

Outra participação bem especial é a de Tuyo, com “Cada Acidente”. Uma música um pouco mais animada do que as outras em seu arranjo. Bem positiva, nos lembra que quando tudo parece não ter jeito, devemos lembrar de tudo que já superamos para ver que podemos passar por mais essas aprovações.

Quando estamos tristes parece que tudo está escuro e não enxergamos nada. Mas quando a gente olha para dentro de nós mesmos, vemos que tudo pode ser superado, depende da nossa capacidade de dar a volta por cima e do tempo que cura tudo.

Foto: Camila Cornelsen

Destaque também para “De Verdade” que fala sobre as marcas no peito que levamos e como é cansativo tentar ser sempre perfeito. Destaco também “Quando Eu Caí” sobre o amor de alguém que nos levanta e nos faz seguir firmes.

Para encerrar com chave de ouro, temos “Eu Não Sei Lidar”. Muitas vezes a gente tenta nos esconder e esconder tudo aquilo que sentimos. Porém não é possível fazer isso, sem em algum momento desabar. Por isso é importante sermos intensos e tentar colocarmos tudo o que nos incomoda e o que nos faz bem, para fora.

Sem dúvida, Esse é um dos álbuns mais intensos e reflexivos de toda a carreira do Fresno. O mais incrível é que ao mesmo tempo que o disco é triste e melancólico, ele consegue ser positivo. Um trabalho que nos dá esperança e nos faz ver que a gente é mais forte do que pensa e pode superar tudo.

Escutar esta obra fez eu olhar para dentro de mim mesmo e refletir. E tenho certeza que também causará isso em você. Realmente esse é um daqueles discos que impactam a gente e acabam fazendo diferença nas nossas vidas. Isso só é possível através da grande sensibilidade dos integrantes da banda Fresno.

De Verdade

O Fresno acaba de lançar “De Verdade”, o terceiro single do próximo disco da banda.

A nova música que traz um tom de melancolia e reflexão, ganhou um clipe com direção de Mário Camelo junto ao vocalista Lucas Silveira, gravado em São Paulo próximo ao metrô Sumaré. O cantor aparece na rua vazia cantando em forma de desabafo. Drones foram usados para as imagens aéreas.

Emocionante, a canção mostra bem como será o próximo álbum do Fresno. Para a Rolling Stone, o cantor Lucas Silveira falou sobre o novo trabalho, ainda sem data para lançamento.

“A gente quer explorar as facetas da tristeza. Seja tristeza com seu país, com a sua vida amorosa, uma tristeza que você não sabe explicar. O disco está tomando essa narrativa”

Lucas completa “A gente percebe que hoje em dia, a tristeza é pintada com um verniz mais bonitinho, o lance da sofrência, da sad music, do trap, que era algo que a gente fazia. Decidimos trazer isso de volta. É um disco que tem coisas cavalonas e coisa que a gente nunca fez, mais leve”.

Hoje Sou Trovão Parte 2

Com participação de Caetano Veloso, a faixa “Hoje Sou Trovão” do Fresno acaba de ganhar uma segunda versão com versos do rapper Rashid.

O rock eletrônico que mistura MPB recebeu um toque de Recolher, nesta parte dois que deu um ar mais moderno.

O clipe com direção de Rafael Rocha conta com a participação do ator Ícaro Silva, que com o corpo todo pintado faz uma performance que representa o caos interno de cada um.

A canção faz parte da trilogia intitulada Galena, que teve como primeira parte a faixa “Convicção”.

Convicção

A banda gaúcha Fresno vem mais Rock’n Roll do que nunca com “Convicção”.

Os meninos vem com uma pegada bem forte e com som um pouco mais conceitual e encorpado.

O clipe da faixa teve direção de Michel Coeli e o roteiro foi criado pelo vocalista Lucas Silveira com seu companheiro de banda Gustavo Mantovani. Nele vemos uma menina especial que tenta salvar o mundo do caos.

O vídeo é bem cinematográfico e todo futurista tem uma trama de ficção científica, onde os adultos após uma revolução com direito a confronto entre policiais e manifestantes, destroem uma cidade num futuro apocalíptico.

E o melhor. A produção é a primeira parte de uma trilogia chamada “Galena”. Nós estamos ou não ansiosos para conhecer esta história toda? Muito bom!

Foto: Jonas Tucci

O Fresno atualmente é formado por Lucas Silveira, Mário Camelo, Gustavo Mantovani e Thiago Guerra.

Poeira Estelar

Uma das músicas mais lindas do Fresno, “Poeira Estelar” ganhou um clipe para lá de especial.

Com animações em computação gráfica junto a imagens da banda interpretando o single, o vídeo é todo conceitual e assim como a música lembra o como somos minúsculos em comparação com o universo. 

A canção que fala também como somos reflexos de nossas atitudes e vivências, tem uma linda e poética letra e está presente em “A Sinfonia De Tudo Que Há”, o álbum mais recente do grupo.

A produção do vídeo foi por conta da dupla Guilherme Pinheiro e Renan Lima e as animações 3D foram feitas por Diogo Mangiacavalli.

A Sinfonia De Tudo Que Há

‘A Sinfonia De Tudo Que Há‘, mais um disco do Fresno foi lançado. O grupo que completou 15 anos de existência está com material inédito novo. E claro que a voz linda de Lucas Silveira e as letras muito bem escritas, muito belas e de conteúdo da banda estão presentes para te deixar apaixonado por este novo e belo trabalho.

O álbum já começa com a bela ‘Sexto Andar’ que nos trás um lindo arranjo e fala de sentimentos que inspiram e que dão sentido e profundidade à vida. Atitude também não falta em ‘Deixa Queimar’ que usa programas equalização de voz, é sobre deixar queimar aquilo que há dentro de você e assim escolher seu caminho. Um dos maiores nomes da MPB está presente em uma participação para lá de especial. Caetano Veloso empresta seu talento e sua voz na canção ‘Hoje Sou Trovão’. Com uma bela letra sobre as escolhas que tomamos e que podem fazem a diferença e que lembra que através dos percalços, nos tornamos mais fortes e podemos ir muito longe. Nos lembra que estamos em constante transformação.

a-sinfonia-de-tudo-que-ha

E não tem como não nos emocionar com a faixa ‘Poeira Estelar’ que nos faz parar para pensar que não somos nada em comparação com o tamanho do universo e que somos reflexo daquilo que fazemos. É uma das canções mais lindas do disco, bem como ‘O Ar’ que com uma letra simples, porém muito bela nos envolve junto a um arranjo muito bonito e calmo.

Destaque para ‘Abrace Sua Sombra’ que fala da essência de cada um e que vai mostrar o melhor caminho a seguir e como fazer diferença no mundo e para si mesmo e para a sensível ‘A Sintonia De Tudo Que Há’ que junto a um lindo arranjo diz que o destino depende de nós mesmo e fala sobre sermos mais capazes do que imaginamos e que depende de nós. E com muita energia somos presenteados pela visceral ‘Axis Mundi’ sobre o poder do amor, um sentimento universal e que pode mudar o mundo.  O disco se encerra com ‘Canção Desastrosa’ que nos trás identificação por lembrar de vezes que não encontramos palavras para nos expressar, seja sobre sentimentos ou momentos ou situações.

fresnooo
Da Esquerda para a Direita : Thiago Guerra, Lucas Silveira, Mário Camelo e Vavo Mantovani – Fresno

Cada disco do Fresno é uma delícia de se ouvir. Independente de ser nas músicas mais lentas ou nas mais rápidas. Nas baladas ou no Rock’n Roll. Nas mais doces ou nas mais viscerais. A voz de Lucas Silveira, além de linda, tem um alto alcance e ele vai das notas mais baixas até as mais altas sem desafinar e mantendo um timbre especial. Os demais integrantes (Thiago, Vavo e Mário) são instrumentistas de primeira e fazer do trabalho da banda algo único e cheio de emoção e de atitude, sendo muitas vezes visceral e orgânico. Este é um dos melhores CDs da banda Fresno e com certeza será mais um absoluto sucesso.