Ya Es Hora

A cantora espanhola Ana Mena mostra de uma vez por todas que as mulheres arrasam no Reggaeton. Já está no ar o clipe de “Ya Es Hora” com as participações de Becky G e De La Ghetto.

Com direção de Mauri D. Galiano e gravado em Madri e Miami, o vídeo mostra duas amigas que se juntam para dar uma lição em um homem de amor tóxico por uma delas.

Sobre a parceria que mistura o Pop com o Reggaeton, Ana conta “Estou muito contente, de poder depois de muito trabalho, finalmente os apresentar ‘Ya Es Hora’. Não posso estar mais agradecida à Back G e De La Ghetto por sua ajuda e colaboração para o lançamento dessa canção. São duas das super estrelas que admiro e que vem trabalhando, lado a lado comigo, dedicando seu tempo e seu talento todo. O processo de criação foi maravilhoso e cercado de boa energia”.

Anúncios

Ni Una Más

Pastora Soler, um dos maiores nomes da música espanhola, lança o clipe de “Ni Una Más”.

A nova produção mostra a cantora em meio à uma banda formada apenas por mulheres e também sozinha usando um vestido vermelho e até mandando sinais de fumaça. Junto com o seu olhar, esta fumaça expressa o sentimento de liberdade e a mensagem da canção.

O novo single fala contra violência à mulher e sobre a necessidade de mudança e recomeçar do zero.

Composta pela também cantora Vega e produzida por Pablo Cebrián, a música faz parte do disco “La Calma” lançado em Setembro de 2017 pela Warner Music e que conquistou o primeiro lugar de vendas na Espanha no mês de estreia.

Pájaro Sin Vuelo

Com simplicidade e muitas recordações em fotos, Manuel Carrasco encerra os trabalhos com seu disco “Bailar Al Viento” com chave de ouro.

O single escolhido foi ‘Pájaro Sin Vuelo’ que ganhou um lindo clipe que mostra imagens do cantor durante sua primeira turnê pelas americas, momentos de bastidores e seções de fotos para divulgação.

O sucesso de Manuel Carrasco com sua produção discográfica foi tanta que seu álbum foi o mais vendido da Espanha em 2016. Um orgulho para ele, sua nação e seus fãs.

Lo Tenga O No

Uma linda homenagem aos fãs foi feita pelo querido e talentoso David Bisbal. Se trata do vídeo de ‘Lo Tenga O No’.

A produção foi gravada durante a turnê do disco ‘Hijo Del Mar’ na Espanha e além de mostrar o cantor no local do show ainda vazio, o mostra durante sua apresentação com fãs emocionados e cantando junto ao espanhol. Vemos quanta emoção, paixão e sentimento correm soltos e são trocados por ele e seu público em cada show do cantor. A direção do clipe foi por conta de Taco de Perro que também dirigiu o DVD de Bisbal, ‘Una Noche En El Teatro Real’.

O single foi escrito pelos mesmos compositores de sucessos de David como ‘No Amanece’ e ‘El ruido’, a dupla Vega e Kike Fuentes. O disco mais recente de Bisbal, ‘Hijos Del Mar’ já alcançou a primeira posição da lista dos álbuns mais vendidos da Espanha.

Com certeza este clipe vai te emocionar e muito…

CDs Que Amamos : Diez

O Me Gusta tem a felicidade de relembrar e contar um pouco mais sobre o disco ‘Diez’ do cantor Antonio Orozco. Lançado pela Universal Music, o álbum foi lançado em 2011 em comemoração aos dez anos de carreira de Orozco com seus maiores sucessos regravados com roupagens um pouco mais pop.

Sua gravação aconteceu na Espanha (país de origem do artista) e em Londres com produção de Andrés Saavedra e com arranjos de corda feitos pelo renomado Davide Rossi, famosos por trabalhar com o grupo Coldplay.

Destaque para a nova versão do grande sucesso em toda a América Latina, ‘Pedacitos De Ti’, com a participação de Alejandro Fernández que com sua voz rouca dá um toque especial à faixa e junto à de Antonio resulta numa combinação muito bela e gostosa de ouvir. E como não adorar ‘Ya Lo Sabes’, o dueto com Luis Fonsi? Dueto que nos empolga e nos faz esquecer do resto do mundo e suas dificuldades.

DIEZ

Muita personalidade e atitude também aparecem no disco com as faixas ‘Lo Que Tú Quieras Soy’ e ‘Siempre Imperfectos’, assim como o romantismo em ‘Una Y Otra Vez’ que ganhou batidas bem típicas do pop e ‘Es Mi Soledad’ que com sua letra visceral chega ao nosso coração e fala com nossa alma. E para quem gosta de uma boa música latina um pouco dramática e intensa, ‘Devuélveme La Vida’ vem com tudo para abalar as estruturas e emocionar geral.

‘Diez’ é um álbum muito aclamado pelos fãs do cantor e compositor e também pela crítica musical. É muito bacana a preocupação em reunir os sucessos, todos regravados, ao invés de simplesmente remasterizar o material que já se tem. Um trabalho gostoso de ouvir com letras e arranjos muito bem pensados e de qualidade. Um disco que não pode faltar na coleção dos apaixonados pela boa música latina. Só uma pena que este é o único disco de Antonio Orozco lançado no Brasil em formato físico.

Saturno

O tão aguardado vídeo de ‘Saturno’ do Pablo Alborán foi lançado. Me arrisco e digo que é o vídeo mais lindo da carreira do espanhol. Uma super produção pra ninguém botar defeito e que nos faz viajar a um outro mundo.

A direção do vídeo foi por conta do irmão do cantor, Salvador Alborán (mesmo de ‘No Vaya A Ser’). Vemos na produção, Pablo viajando pelo espaço perto a Saturno e para conseguir este feito, o artista filmou dentro de uma piscina por uma noite inteira para que depois pudesse na pós-produção, ser incluído efeitos especiais que simulam a falta de gravidade. Para o cantor, os anéis de Saturno, que aparecem no clipe, são como uma analogia aos compromissos e promessas não cumpridas.O resultado foi incrível e impressionante com uma beleza plástica sem igual.

Pablo Alboran - Saturno

Sobre a música, Pablo Alborán declara “Saturno fala sobre mundos paralelos onde se desenvolvem as vidas que poderiam estar juntas com aquelas que seguem. Um dia vi um documentário onde as ondas sonoras terrestres que partiam nunca desapareciam, seguiam fazendo uma viagem eterna pelos cosmos. Me fez imaginar que tudo que deixava de acontecer na Terra acontecia em outro lado. Me pareceu uma ideia interessante e pensei em Saturno e no amor”.

Alborán completa “O amor quando morre, não morre pelo que foi, mas porque de certa forma se devora, pelo que podia ter sido. Por isso lembrei da história mitológica de Saturno e seus filhos. O som de Saturno está na canção não em sentido figurado, mas real: a frequência de som do planeta tal como se escuta em um rádio-telescópio está no começo e no final da canção”.

No Vaya A Ser

Pablo Alborán está de volta com todo gás e músicas incríveis. Após lançar dois singles seguidos (‘Saturno’ e ‘No Vaya A Ser’), o espanhol acaba de lançar o vídeo de ‘No Vaya A Ser’ cheio de cores e com um clima todo indiano, assim como a faixa.

Com direção do irmão de Pablo, Salvador Alborán, a produção mostra um Pablo como nunca vimos antes, se arriscando em um som mais rítmico e eletrônico com influencia indiana, Algo que nos surpreende e nos faz ficar mais fãs do trabalho deste incrível cantor e compositor. Até coreografia, algo que ele não costuma explorar, temos e ela foi por conta do coreógrafo Sergio Alcover. A gravação aconteceu no verão de Madrid na Espanha.

Segundo Pablo Alborán “Em ‘No Vaya A Ser’ é a primeira vez que utilizo minha voz como um motivo musical. A canção fala do amor que é uma dança, um tiro e uma folga, um medo de perder; medo de nos despirmos, de baixar os escudos, arriscar e não ganhar. É uma dança que avança e retrocede e isso o mantém vivo. Por isso essa canção é tão rítmica”.

Pablo Alboran - No Vaya A Ser

O single ‘No Vaya A Ser’ foi lançado no dia 8 de Setembro, estreou em primeiro lugar entre as faixas mais vendidas da Espanha e está no novo disco de Pablo Alborán com lançamento para Novembro.

Pastora Soler

O Me Gusta vai falar de uma cantora latina de muito sucesso e voz marcante. Com o nome artístico de Pastora Soler, Pilar Sánchez Luque nasceu na Espanha em 28 de Setembro de 1978 e começou a carreira aos oito anos de idade cantando versões e música flamenca. Aos oito começou a se dedicar a aulas de canto e depois de formada entrou para uma companhia por onde atuou pela cidade de Andalucía.

Em 1986 foi lançado seu primeiro trabalho independente chamado ‘Gracias Madre’ com canções em homenagem as mães e que a fez se apresentar em diversos lugares. Em 1993 assinou contrato com a gravadora Polygram após ser ouvida cantando junto à Irmandade da Virgem da Macarena de Sevilha. No ano seguinte após conhecer o produtor musical Luis Sanz, adotou o nome artístico de Pastora Soler e com ele lançou seu primeiro disco ‘Nuestras Coplas’.

Com uma pitada mais moderna e deixando de lado as versões e o Flamenco do trabalho anterior, foi lançado mais um disco (‘El Mundo Que Soné’) com participações de grandes nomes da música latina como Manuel Alejandro e Eros Ramazzotti, sendo o último pela Polygram. As participações deram a ela notoriedade pela américa latina, o que a levou a estourar de verdade com o terceiro CD, ‘Fuente De Luna’ em 1999 pela EMI Music com uma pitada de música árabe em algumas faixas. Seu primeiro sucesso grande sucesso ‘Dámelo Ya’, surgiu nessa época e conseguiu o primeiro lugar nas paradas da Espanha e na Turquia por  onde ficou durante oito semanas seguidas. Na Espanha o disco vendeu 120 mil cópias.

Em 2001 chegou o sucesso internacional através do álbum ‘Corazón Congelado’ que a deu hits como ‘En Mi Soledad’, ‘Ven A Mi’ e ‘Corazón Congelado’ e vendeu 200 mil cópias na Espanha. Após ser considerada uma das melhores vozes da Espanha, Pastora lançou mais um disco em 2002 chamado ‘Deseo’, onde resolveu inovar e incluir elementos eletrônicos, deixando as canções mais pop, além de toques árabes em algumas faixas. em vendas atingiu em seu país 80 mil cópias. No ano seguinte participou junto a outras cantoras como Malú, Marta Sánchez e Marilia Andrés do DVD ‘Ellas & Magia’ com canções de filmes da Disney, cantando a faixa ‘Mi Reflejo’ de Mulan (originalmente gravado por Christina Aguilera). Para celebrar o sucesso em 2004 foi a vez do lançamento do disco ‘Grandes Éxitos’ (o último pela EMI). Depois participou da gravação de um DVD e CD onde artistas latinos cantavam versões em espanhol de músicas brasileiras em homenagem aos nossos artistas.

Pastora-Soler

2005 foi um ano de renovação para Pastora Soler. Após sair de sua antiga gravadora, a cantora assinou com a Warner Music e além disso ganhou um programa de TV chamado ‘Gente de Primavera’. Um novo disco homônimo foi lançado já de cara em 18º lugar em vendas na Espanha.

2007 e 2009 foram anos de sucesso com os lançamentos dos discos ‘Toda Mi Verdad’ e ‘Bendita Locura’, respectivamente. Neste tempo também a cantora ganhou diversos prêmios e fez sucesso muito grande no Egito. ‘Bendita Locura’ ficou entre os 8 discos mais vendido de 2009 na Espanha. 2010 comemorando os 15 anos de carreira lançou o disco ’15 Años’ com direito participações de Malú, Miguel Poveda e Manuel Carrasco, além de DVD. Além disso teve um segundo programa de TV (‘Mi Primer Olé’).

Em 2011 mais sucesso veio com o disco ‘Una Mujer Como Yo’ que ficou entre os 3 mais vendidos da Espanha, além do dueto ‘Bandera Blanca’ com David Bustamante (com o qual a pessoa que vos escreve conheceu a cantora). Em 2013 foi o ano de mais um programa de TV, o ‘El Número 1’ e do disco ‘Conóceme’. Após passar mal em alguns shows, Pastora Soler resolveu dar uma pausa em sua carreira no fim de 2014 para tratar da saúde.

Agora em 2017, a talentosa cantora e apresentadora retomou sua carreira no início do ano, com o single ‘La Tormenta’. O novo álbum ‘La Calma’ foi lançado em Agosto e ela segue fazendo a divulgação de seu novo material discográfico pela Warner Music. O nome do disco é resumido por ela “Y despues de La Tormenta siempre llega La Calma” (‘E depois da tormenta sempre chega a calma”) e resume a superação da artista e a volta por cima que ela deu após ficar doente e ter de parar com o que mais ama fazer, cantar.

Sem duvidas, Pastora Soler é uma das maiores cantoras da história da música da Espanha e inspira muitas e muitas artistas com seu talento, sua voz e suas canções que marcam cada pessoa que as ouve. Posso dar uma dica? Ouça a discografia delas nas plataformas digitais e se apaixone.

Sirope

O mais recente álbum em estúdio de Alejandro Sanz é seu décimo primeiro álbum e trás uma sonoridade bem variada e mais pop que o habitual, como um novo horizonte em sua carreira. ‘Sirope’ foi produzido pelo próprio Alejandro junto a seu parceiro, o famoso produtor argentino Sebástian Kris que já trabalhou com Sandy e Junior, Ricky Martin, Luis Fonsi e Eros Ramazotti. O trabalho foi lançado pela Universal Music em 2015 e contém 13 faixas. Mas o que significa ‘Sirope’? Segundo o artista, é como um xarope que te adoça e ao mesmo tempo te cura.

A primeira faixa, ‘A Mí No Me Importa’ de cara já nos mostra a vibe do disco trazendo muito gingado e uma letra animada, uma mistura que nos leva a esquecer de todo o resto e nos anima, nos dando um gás. ‘Capitán Tapón’ é outra música bem divertida que fala de um mundo lúdico, que só uma criança nos dá ao convivermos com ela. Com muitas referências que marcam a infância de muitas pessoas no mundo todo, bem como a risada de uma pequena criança se divertindo. Claro, a canção foi composta pelo cantor para Dylan, seu filho pequeno. Uma linda homenagem que com certeza o pequeno nunca vai esquecer.

O romantismo não podia ser deixado de lado, como na canção ‘Pero Tú’ que fala sobre um amor que nos faz amenizar as tristezas e nos faz sentirmos mais confiantes. ‘La Guarida Del Calor’ é outra grata surpresa deste disco, com uma pegada bem pop com uma percussão bem marcada e que nos empolga de tal forma que não conseguimos ficar parados e que quando terminamos de ouvir nos dá um gosto de quero mais.

O primeiro single ‘Un Zombie A La Interperie’ que com um título ousado e divertido que fala sobre amar alguém de uma forma intensa onde se confunde a loucura com a ousadia e que nos leva a fazer de tudo para proteger quem amamos, mesmo que se tenha que usar todas suas forças e não se deixar abater pelas intempéries da vida. O toque latino e de flamenco de costume, para nossa alegria, foi também usado neste projeto na música ‘No Madura El Coco’ que fala sobre alguém que nos faz deixar de lado a razão, como se tivesse um tipo de feitiço, mesmo que depois nos deixe cicatrizes. Nesta vemos bem marcados, mais uma vez, os instrumentos de percussão, algo que acontece durante grande parte do disco, sendo como uma marca registrada. Marca presente e muito em ‘La Vida Que Respira’ que também tem um swing bem gostoso e envolvente e trás o som de uma guitarra bem de leve, porém marcante.

sirope

Um dos cantores latinos mais famosos e prestigiados do mundo, o dominicano Juan Luis Guerra empresta todo seu talento e sua musicalidade para o tema ‘Suena La Pelota’, um dos mais divertidos de todo o álbum e que é sobre sentir felicidade nas pequenas coisas e a compartilhar ao próximo. Outro destaque é ‘A Que No Me Dejas’, com umas das letras mais lindas que Sanz já escreveu até hoje e também uma das mais queridas pelos fãs. Seu arranjo é de arrepiar e totalmente latino, nos remetendo a música tradicional de países da América latina com muita trombeta e seu som particular e belo.

Sem dúvidas este é um dos melhores CDs da carreira de Alejandro Sanz. Sem perder em nada sua personalidade, o cantor e autor espanhol se jogou em novas sonoridades e trouxe um trabalho um pouco mais pop que os anteriores com uma mescla com o Rock, o Funk e claro o Flamenco. E ainda vemos influências da música afroamericana e de jams sessions na faixa ‘El Silencio De Los Cuervos’. Este é um disco para se ouvir muitas e muitas vezes e ideal para nos desestressar, relaxar e esquecer os problemas pelo menos por alguns bons minutos.

Hijos Del Mar

No dia 2 de Dezembro foi lançado ‘Hijos Del Mar’, o novo e sexto álbum do renomado e talentoso espanhol David Bisbal. Com dez canções encantadoras, o disco foi lançado pela Universal Music e produzido por Jeeves (que já trabalhou com Britney Spears e Bruno Mars), Pablo Cebrian (já produziu Manuel Carrasco)y Martin Wiik (responsável por hits de Jedward). Em apenas duas semanas de lançado, o novo projeto vendeu mais de 40 mil cópias na Espanha e se tornou disco de platina por lá.

‘Fiebre’ de maneira empolgante abre o disco, já de cara mostrando a marca registrada de David, sua voz forte e potente usada em tons altos. Quem ama ou já amou, se identifica rapidamente com a faixa ‘Lo Tenga O No’ que com um lindo arranjo e uma letra emocionada, fala sobre amar e querer estar com a pessoa amada mesmo na distância, por ela ser tão especial em sua vida.

A linha romântica permanece em ‘Camino A La Verdad’ sobre um amor único e verdadeiro que te impulsiona e te faz feliz. Não tem coisa mais bonita que ouvir a voz de Bisbal de forma mais leve e principalmente, de uma maneira emocionante. E não podia faltar o primeiro single ‘Antes Que No’, uma das faixas mais pop do disco e da carreira do cantor. Com uma letra muito bem escrita, chama muita atenção pelo seu arranjo bem marcante e cheio de personalidade.

wp-1483572540057.jpg

A música que fez parte da campanha da UNICEF a favor das crianças refugiadas e contra o abuso e violência com crianças e que teve sua renda por direitos autorais destinada a projetos sociais, também é um dos destaques do CD. ‘Duele Demasiado’ tem uma linda letra e impactante que nos faz pensar na situação de muitas crianças que pagam muito caro pelo erro de governantes e pelo ódio que o ser humano é capaz de sentir e de usar contra os outros junto à intolerância.

Em ‘Hijos Del Mar’, faixa que dá título ao disco, Bisbal usou pela primeira vez o ritmo Tropical House, um ritmo eletrônico que tem origem no House e no Deep House e no qual se usa muito sintetizador e um padrão ritmo de 4 por 4. Destaco também a canção ’Yo Te Enseñare A Olvidar’ que fala sobre se recuperar dos golpes que a vida nos dá tendo alguém com quem contar. Uma das músicas mais lindas da carreira do artista tanto por sua letra como por seu arranjo e pela interpretação dele.

Juntando o Pop com a música eletrônica, em uma mistura empolgante e que nos dá vontade de sair dançando por aí temos o tema ‘Mi Norte Es Tu’ sobre ter alguém que enche nossa vida de alegrias e que nos faça nos sentir orientados e seguros.O eletrônico também se encontra ‘Fue Nuestro Amor’ de uma forma mais contida, onde vemos os traços da música eletrônica em uma balada romântica e de letra muito bela, que explora toda a afinação de David. Para encerrar este belo trabalho, ‘Una Palabra’ nos leva ao fundo de nosso coração com muita emoção ao cantar um amor verdadeiro que pode te confortar com apenas uma palavra. Essa canção linda foi escrita por ele para sua filha Ella.

Todas as músicas deste novo projeto discográfico foram escritas por Bisbal, que teve colaboração com outros compositores como Antonio Orozco, Pablo Lopez, José Miguel Velásquez e Glen Eriksson. O interessante é que as canções e o álbum foram concebidos após uma grande viagem de David que percorreu a Suiça, a França, o Reino Unido e os Estados Unidos, bem como dias em seua país, a Espanha. Nesta jornada conheceu muitos compositores e produtores e foi apresentado a ritmos novos como o Tropical House.

Sem dúvidas este é um dos melhores CDs de David Bisbal, que trás inovação em seu som junto às suas características artísticas e musicais de antes. Uma mescla de ritmos, de sensações e de letras muito bem desenvolvidas que juntos nos faz esquecer de todo o resto ao nosso torno e nos empolga  ao nos transportar a um mundo cheio de amor, musical e cheio de energia. Valeu muito a pena espera dois anos desde o trabalho em estúdio anterior (o ‘Tu y Yo’).