CDs Que Amamos : Celestial

4 de Outubro é o Dia Mundial Do RBD e o Me Gusta não poderia deixar de comemorar a data e celebrar o grupo pop latino mais famoso do mundo. Vamos relembrar um disco incrível que todo fã adora, o ‘Celestial’ de 2006.

Lançado pela EMI Music, o terceiro disco em estúdio do grupo foi gravado em Nova Iorque, Los Angeles e na Cidade do México com produção de Carlos Lara e Armando Ávila, fieis escudeiros do grupo. Também foi gravada uma versão do disco em Português (“Celestial – Versão Brasil”), assim como os dois anteriores.

celestial

O primeiro single ‘Ser O Parecer’ foi muito popular em todo país em que tocou e chegou a ficar entre os primeiros lugares da Billboard americana e teve um clipe inteiramente gravado em São Paulo durante a passagem deles por aqui para a turnê ‘Generación RBD’, com direito a animações em computação gráfica. Também fizeram muito sucesso, se tornando algumas das mais populares canções do RBD, a envolvente ‘Celestial’ e a dançante ‘Bésame Sin Miedo’ (com clipe rodado na Romênia). Inclusive esta última é uma versão em espanhol do êxito ‘Kiss Me Like You Mean It’ da cantora Sara Paxton.

Destaque também para a romântica ‘Algún Día’ que com um solo de Anahí, chega aos corações apaixonados e aos feridos como um acalando às cicatrizes. A popularidade da canção a fez entrar na lista de músicas da ‘Celestial Tour’. Até as faixas que não foram tocadas nas rádios e shows são incríveis e com certeza algumas das melhores do RBD. São as faixas ‘Aburrida Y Sola’, ‘Me Cansé’ e ‘Tu Dulce Voz’ (versão em espanhol de ‘Little Voice’ da Hilary Duff e que fez sucesso na série Hanna Montana).

Celestial Verão Brasil

Uma música que adoro muito é ‘Es Por Amor’. Ela tem uma letra muito bela que fala sobre mudar o mundo e também conseguir tudo que almeja e ser feliz, através do Amor. Pessoalmente é uma faixa que sempre quis ver sendo interpretada nos palcos pelo RBD, mas infelizmente isso não aconteceu. Para fechar este disco incrível nos emocionamos e muito com ‘Quisiera Ser’ que fala aos perdidamente apaixonados e que tem uma versão em inglês pelo próprio grupo chamada ‘I Wanna Be The Rain’ (no disco ‘Rebels’).

No ano seguinte o disco ganhou uma edição especial, a ‘Celestial – Fan Edition’ com a inclusão da música ‘The Family’ que foi abertura da série da Televisa ‘RBD La Familia’ e de alguns remixes, além de um DVD com bastidores, clipes e karaokê.

celestial fe

O disco foi um enorme sucesso de popularidade e de crítica e chegou a ficar em primeiro lugar entre os discos latinos mais populares pela Billboard americana e em segundo lugar de vendas físicas do México e da Espanha. No Brasil, foi o terceiro disco mais vendido de 2007. No mundo todo ‘Celestial’ vendeu mais de 8 Milhões de cópias, sendo um dos mais vendidos da carreira do RBD. O disco venceu os Prêmios Billboard Latino nas categorias ‘Melhor Álbum Pop Latino em Grupo ou Dueto’ e “Melhor Álbum de Artista do Ano’ e também os Prêmios Orgullosamente Latinos como ‘Disco Latino do Ano’. A turnê do disco ganhou até DVD (‘Hecho En España’).

Sem dúvidas “Celestial’ é um clássico do RBD e um dos melhores e mais bem produzidos discos que o grupo lançou. Seu repertório é muito bem escolhido e cheio de atitude com elementos do bom e velho Pop e da música latina. Lançado no auge do grupo, ‘Celestial’ é inesquecível e muito aclamado pelos fãs que nunca deixam de amar o RBD e suas canções. Uma época que foi tão boa e que estará para sempre em nossos corações e ouvidos.

Dedico a matéria à minha prima Lígia, que ouviu e muito este CD comigo e que me acompanhou no show do RBD em 2006.

celestial shoot

CDs Que Amamos: Mi Delirio

O Me Gusta tem o prazer em relembrar o primeiro disco da Anahí após o fim do RBD. O disco que levou todos nós ao delírio, sem conseguirmos sequer parar de ouvir e dançar. A ansiedade pelo primeiro trabalho após o Fenômeno Rebelde era muito grande e quando foi divulgada ‘Mi Delirio’, a primeira música de trabalho ficamos muito animados em ver Anahí bem Pop, do jeito que sempre sonhávamos para sua nova etapa. Além disto a vimos com muita, muita atitude e sensualidade.

O lançamento do disco foi pela EMI Music em Novembro de 2009 com onze faixas e tem grande inspiração na Música Eletrônica dando ao Pop um tom mais eletrônico. A produção do disco foi por conta de Gil Cerezo, Ulises Lozano, Armando Avila e Sebastian Jacome e nossa estrela mexicana se envolveu em todo projeto gráfico na arte e no design. Durante a produção do álbum, Anahí teve seu desejo realizado e ganhou ‘Me Hipnotizas’, uma composição de nada mais, nada menos que Gloria Trevi. Esta música foi o segundo single do disco e foi grande sucesso no México, chegando entre as dez faixas mais vendidas no ITunes além de dar a cantora o prêmio Orgullosamente Latino 2010 como melhor música pop latina.

mi delirio

Destaque para ‘Quiero’ que ganhou um clipe lindo e que fala de amor de uma forma muito simples, porém bela. Não podemos deixar de falar do cover dessa produção discográfica’. Para este projeto foi escolhida ‘Él Me Mintió’ que foi um super sucesso na voz da argentina Amanda Miguel em 1981. Inclusive a cantora subiu ao palco com Anahí durante a turnê do disco para interpretar o tema, causando grande alvoroço.

A emoção também toma conta deste CD. Levando muitos a lágrimas a canção ‘Te Puedo Escuchar’ toca nosso coração com sua melodia tranquila e letra bela e triste. A letra é uma composição da própria Anahí em homenagem a Juan Pablo, um amigo que faleceu em 2007 em um acidente de carro. O romantismo também foi representado com ‘No Te Quiero Olvidar’ comporsta por Armando Ávila que também foi responsável por sucessos do RBD.

Em 2010 o disco ganhou uma versão Deluxe com mais quatro músicas e dois remix do hit ‘Mi Delírio’. Destaque para ‘Alérgico’ escrita por Noel Schajris junto à Anahí e que se tornou uma das favoritas dos fãs (e minha favorita até hoje) e para ‘Aleph’ que foi composta como trilha sonora do livro de mesmo nome do escritor brasileiro Paulo Coelho (amigo pessoal da cantora). Na edição do Brasil ganhamos ainda uma versão em português de ‘Alérgico’ com participação de Renne da banda Hevo 84.

mi delirio deluxe

O álbum foi disco de ouro no Brasil e chegou a segundo lugar entre os discos latinos de música pop na lista da Billboard americana. No mundo foram vendidas cerca de 200 mil cópias. A crítica falou muito bem deste trabalho o definindo como um Pop Latino renovado com arranjos arriscados, inovadores e distintos. Seu single, ‘Alérgico’ em poucas horas após o lançamento foi número um em vendas no México e se tornou a segunda música mais ouvida no país.

Anahí já mostrou nesse disco qual seria o seu caminho natural de seu som após se separar de seus amigos. Um Pop mais maduro, com mais atitude e letras que trazem muita identificação com seu público. Além disso imprimiu sua própria personalidade com muita qualidade musical e vocal. Todas as faixas conquistaram a legião de fãs da loira e sem dúvidas o disco trouxe um novo público que desconhecia a artista e talvez tivesse até preconceito por não gostar do trabalho do sexteto RBD. A partir daí, a carreira solo de Any (como os fãs a chamam) foi totalmente consolidada e dura até hoje com muito êxito e muita música.

RBD No Topo do ITunes

Yo digo R, tu dices BD. RBD! RBD!

Pois é, o RBD está com tudo até mesmo após anos de seu fim. No dia 25 de Abril, a canção ‘Sálvame’ a única faixa do grupo que estava disponível no Spotify saiu da plataforma. Mas para a alegria de todos os rebeldes, no mesmo dia o álbum ‘Nuestro Amor’ de 2005 voltou para a lista de outra plataforma, o ITunes. Sabe o que aconteceu? 24 horas depois ficou em primeiro lugar na lista dos álbuns mais vendidos no Brasil. Isso mesmo que você leu, Top 1 do Spotify Brasil!

cccccc

Já no dia 26 outro disco do RBD entrou no Itunes. Desta vez foi ‘Celestial’ de 2006 e o resultado mais uma vez foi incrível. No mesmo dia se tornou o Top 1 do Itunes Brasil, deixando ‘Nuestro Amor’ na segunda posição. Hoje dia 27, os dois álbuns continuam ocupando as mesmas posições.

aaaaaa

Todos estes feitos não são para qualquer um. E mostram a força que o sexteto tem mesmo sem existir mais, principalmente em nosso país.

Anahí, Christian Cháves, Dulce Maria, Christopher Uckermann, Maite Perroni e Alfonso Herrera formaram o RBD através da novela Rebelde da Televisa em 2004 por intermédio do produtor Pedro Damián e mesmo com o fim da novela permaneceram juntos, tamanho o fenômeno que continua até hoje após a separação. Lembrando que o grupo se desfez em 2008 e seu último CD ‘Para Olvidarte De Mí’ foi lançado em Fevereiro de 2009. A gravadora Universal Music se tornou dona dos direitos das canções do grupo, após comprar em 2012 a EMI Music.

ddddd
Nuestro Amor – 2005
bbbbb
Celestial – 2006

CDs Que Amamos : Verde, Anil, Amarelo, Cor De Rosa e Carvão

O Me Gusta tem o prazer de falar mais uma vez sobre a obra da talentosa Marisa Monte. Vamos relembrar o CD que amamos ‘Verde, Anil, amarelo, Cor De Rosa e Carvão’ de 1994 lançado pela EMI Music com produção de Arto Lindsay (que também já produziu Caetano Veloso, e Arnaldo Antunes) e co-produção da própria Marisa. Na época, o disco estreou já em primeiro ligar entre os mais vendidos no Brasil, sendo o terceiro disco consecutivo dela a chegar a esta posição em vendas. Considerado por muitos, o melhor disco de todos da carreira, ele foi eleito pela Rolling Stones um dos melhores 100 álbuns da história da música do Brasil.

O projeto já começa com uma das músicas mais emblemáticas da trajetória da cantora, ‘Maria de Verdade’ escrita pelo seu parceiro Carlinhos Brown e que fala da força da mulher através de Maria, nome muito popular por aqui. Destaque também para os sucessos ‘Na Estrada’ que até hoje é uma das favoritas dos fãs e ‘Segue O Seco’ que usa o berimbau e percursão bem marcada para falar da vida tão dura em locais de seca. Pode-se dizer que é um tipo de oração, cheia de esperança, para que a chuva venha.

Este trabalho também é marcado por regravações de canções que segundo Marisa, são algumas das músicas da vida dela. Elas são ‘Balança Pema’ de Jorge Ben Jor de maneira bem animada, ‘Pale Blue Eyes’ de Lou Reed com muito violão e a voz em baixo tom, o samba ‘Esta Melodia’ de Jamelão (e que conta com a participação da Velha Guarda Da Portela), ‘Alta Noite’ de Arnaldo Antunes e, com participação de Gilberto Gil, o clássico ‘Dança Da Solidão’ de um dos maiores nomes da MPB, Paulinho Da Viola.

cor-de-rosa

Mais um a participação especial do CD é a de Laurie Anderson, que canta o trecho em inglês de ‘Enquanto Isso’ que brinca com o fato de ser noite em uma região do mundo e de dia em outra, enquanto as pessoas têm suas rotinas. Para completar a lista de canções incríveis, temos a linda ‘De Mais Ninguém’ com um arranjo muito gostoso de ouvir cheio de instrumentos de corda (Cavaquinho, Violão, Violão de Sete Cordas e Bandolim), que trás muita brasilidade ao disco. Como não se apaixonar por esta faixa?

Este álbum vendeu ao todo cerca de um milhão e meio de cópias e teve três temas de novelas (‘Dança da Solidão’ em ‘Quatro Por Quatro’, ‘De Mais Ningém’ em ‘Explode Coração’ e ‘Na Estrada’ em ‘Vira Lata’). Sem dúvidas é um dos melhores discos de Marisa Monte, sendo um dos prediletos dos fãs e da crítica especializada. Não posso deixar de falar da linda capa que tem a ilustração de Marcos Martins e que dá todo um charme ao disco, tendo o rosto de Marisa desenhado e no cabelo um aspecto de desenho feito com carvão. Além de tudo isso, o título do trabalho resume bem ele. O Verde, o Anil e o Amarelo representam nosso país através das cores da bandera (a MPB), o Rosa representa a mulher e sua força e as cantoras (todas as brasileiras e cantoras como Marisa e tantas do mundo todo) e o Carvão representa a dureza, a força (características que nosso povo precisa ter para superar as dificuldades). Um clássico da MPB e da música brasileira.