Nina Fernandes – Show “Digitando”

Nessa sexta-feira dia 14, Nina Fernandes estreou o seu novo show “Digitando” no Solar de Botafogo no Rio de Janeiro.

Na linda noite de estreia, Nina apresentou as suas canções autorais como “Estrada”, “Casa”, “Beijo” (trilha de Malhação), “Tempo” e seu grande hit e tema da novela Tempo de Amar, “Cruel”.

Foto: Divulgação

A cantora também recebeu no palco o duo Outro Eu, para juntos cantarem o novo single “Arroz Com Feijão”, presente no novo EP que leva o mesmo nome do show. O momento para lá de especial que agitou toda a plateia.

Nina também mostrou toda a sua versatilidade ao compartilhar com a plateia, suas versões para “Baba” de Kelly Key e “Thank U Next” de Ariana Grande. Um momento alegre e divertido.

Foto: Divulgação

Sobre estrear a turnê na cidade maravilhosa, Nina Fernandes conta “Meus pais, toda a minha família e muitos dos meus amigos da cena musical são cariocas. Então, cantar no Rio junta a doçura de me apresentar em casa, para os mais íntimos e, ao mesmo tempo, traz a emoção profunda de estar na cidade que me viu pequena e para quem eu quero mostrar como eu andei crescendo”.

Justin Timberlake – Ícone Contemporâneo

No próximo dia 13, Justin Timberlake será homenageado e festejado em Nova York, no baile de gala do Hall da Fama dos Compositores.

O artista irá receber o prêmio de Contemporary Icon (Ícone Contemporâneo) por sua obra como compositor e cantor que o fez um ícone da cultura pop.

Justin é o segundo artista a receber a nomeação. A primeira da lista é Lady Gaga premiada em 2015. O cantor também está comemorando os 20 anos de carreira.

Para celebrar o feito, a Billboard americana pediu que Timberlake contasse a história que deu origem à três das canções que compôs e fizeram muito sucesso. A baixo saiba quais são e o que ele revelou sobre cada uma.

1 – Cry Me A River (2002) : “Foi um momento de definição de carreira. Isso me levou a ser levado a sério como compositor pela indústria e fãs e ajudou a estabelecer minha voz como artista solo. O som que Timbaland e eu exploramos nessa música é o que lançou as bases para o meu estilo de música seguir em frente”.

2 – SexyBack (2006) : “Timbaland e eu íamos e voltávamos das linhas de negociação, tocando essa música, mas aconteceu mesmo depois de eu ter ouvido David Bowie por semanas. Eu queria algo com a mesma sensação de leveza de “Rebel Rebel”, aquela sensação de estar completamente confortável consigo mesmo. Depois que a música saiu, eu estava andando por Nova York quando cruzei com um entregador da UPS que gritou: “Ei, JT! Estou trazendo o sexy de volta!”. Ele estava vestindo o uniforme e tudo, mas naquele momento ele se sentiu assim e isso foi incrível. Eu queria que qualquer um fosse capaz de dizer aquelas palavras”.

3 – Mirrors (2013) : foi escrita para minha esposa anos antes de ser lançada ou de sermos casados. No entanto, é quando eu a performo ao vivo que eu vejo e sinto como essas letras impactaram os outros. Ouvir todos cantarem aquele último refrão comigo será sempre especial. Significa muito para mim que as pessoas realmente se conectaram com essa música.

Atualmente Justin Timberlake está preparando seu novo álbum, ainda sem data de lançamento. No começo de Maio ele divulgou a participação do rapper Anderson Paak para o próximo trabalho em estúdio.

Titãs Em Santa Rita do Sapucaí

Uma das bandas mais amadas do Brasil, o Titãs vai fazer a festa em Santa Rita do Sapucaí/MG. E você que é da cidade ou região não pode perder esta oportunidade.

No no show da turnê “Titãs, Trio Acústico”, os roqueiros vão relembrar os seus maiores sucessos no dia 9 de Junho no Teatro Inatel às 20h.

Com um clima mais intimista, o espetáculo com direção de Otávio Juliano, conta com as participações de Mário Fabre e Beto Lee.

Você não pode perder essa chance de cantar junto com eles hits como “Epitáfio”, “Porque Eu Sei Que É Amor”, “Isso”e Toda Cor”.

Lembrando que esse show é também uma comemoração dos 20 anos do grande sucesso deles, o “Acústico MTV”que será lembrado através de suas canções.

O Show

Quando: 09 de Junho de 2019 às 20h

Onde: Teatro Inatel – Avenida João de Camargo, 510 – Centro – Santa Rita do Sapucaí/MG.

Mais Informações: http://www.alphatickets.com.br/

Jorge Drexler no Rio

Nessa segunda-feira, dia 3, o Rio de Janeiro recebeu o cantor uruguaio Jorge Drexler em um show único e conceitual da turnê “Silente”. O artista se apresentou no centro da cidade, no Teatro Riachuelo.

A apresentação apostou em efeitos de som e luz e foi bastante intimista. Na platéia, Lenine e Marisa Monte, dois dos grandes nomes da música brasileira, prestigiaram Jorge.

Foto: Bruno Alencastro

Drexler cantou acompanhado de violão e guitarra, usando o silêncio como matéria-prima e apostou na ciência para transmitir a mensagem de seu novo show. Ele usou até um pêndulo de Newton em seu repertório, para representar a ciência.

O cantor explica que seu show consegue mostrar “a música exatamente como surgiu, um infinito inteiro em um segundo, uma guitarra, um verso, uma plataforma para se sustentar”.

Foto: Bruno Alencastro

O público se contagiou e se apaixonou com grandes hits como “Transporte”, “La Edad Dele Cielo “Estalactitas”, “Deseo”,”Todo Se Transforma” e “Movimiento”. Jorge drexler também presenteou os brasileiros com a brasileiríssima “Chega De Saudade”, se jogando no português com amor. o artista também aproveitou para defender a educação pública de qualidade, o que permite o amplo conhecimento científico.

Jorge Drexler e Lenine – Foto: Bruno Alencastro

Jorge Drexler recebe o carinho de Marisa Monte – Foto: Bruno Alencastro

Teodoro e Sampaio em Campinas

Como é gostoso música sertaneja de qualidade. Ainda mais quando se trata de duas feras. Teodoro e Sampaio uma das maiores duplas do Brasil se apresenta em Campinas.

Você que mora na cidade, na região ou tem a chance de ir para lá não pode perder esta oportunidade única. Você vai se divertir, se emocionar e lembrar de momentos importantes da carreira dos artistas e certamente de momentos seus.

O show acontecerá no Domingo, dia 9 de Junho no palco do Vale da Floresta Eventos na festa em comemoração ao 2º aniversário do Rancho Canto da Viola do Nego Nova Sousas. Durante o evento você também poderá almoçar entre 12h e 15h.

A dupla vai relembrar seus grandes sucessos como “Paixão Proibida”, “Mulher Chorona” e “Vestido de Seda”. Você também vai curtir os sucessos de
“Meu Piquí de Goiás”, o mais recente álbum de Teodoro e Sampaio.

Teodoro e Sampaio realizam a média 200 shows por ano somando mais de 1,5 milhão de espectadores. Com quase 40 anos de estrada, lançaram 28 discos e já venderam mais de 65 milhões de discos.

O Show

Quando: 09 de Junho às 12h

Onde: Vale da Floresta Eventos – Rua Professora Lydia Abdalla, 02 Campinas/SP

Maiores Informações: (19) 99219-9726

Otávio e Raphael em Campinas

Pessoal de Campinas e região, que tal curtir Sertanejo de primeira com as belas vozes de Otávio e Raphael? Muito bom e você pode ter essa oportunidade única.

No dia 8, Sábado agora, a dupla estará na festa Arraiá Tênis Clube pra animar e fazer a galera cantar no tradicional Tênis Clube Campinas.

Você vai curtir os principais sucessos desta dupla tão bacana e afinada. E o mais novo hit, “Beijo Provisório” não vai ficar de fora. Não perca essa noite única e se jogue ao som de Otávio e Raphael!

A festa vai começar as 16h e vai até às uma da madrugada e a dupla se apresenta às 22h. Para mais informações ligue 19 3721-6896 ou entre em contato pelo e-mail social@tcc.com.br.

O Show

Onde: Tênis Clube Campinas – Rua Cel. Quirino, 1346 Campinas/SP

Horário: Show às 22h – Festa das 16h às 01h

Informações: 19 37216896 / social@tcc.com.br

Novidade de Jorge Drexler

Uruguaio mais amado do Brasil, Jorge Drexler inicia uma nova etapa da sua carreira e revela que está “muito animado com este novo capítulo”.

O cantor acaba de assinar contrato com a Sony Music.

Jorge Drexler assinando o contrato com a Sony ao lado do CEO Afo Verde

Jorge Drexler assinando o contrato com a Sony ao lado do CEO Afo Verde
Animado, o presidente da Sony Music Espanha e Portugal, José María Barbat, falou da importância de ter Jorge no time da gravadora “É uma honra ter um artista deste porte conosco, vencedor de prêmios mundiais como o Oscar e o Grammy Latino. Um artista capaz de desafiar o apogeu da música urbana na Meca do Grammy Latino, onde dominou a última edição da premiação”.

Barbat completa “Por sua trajetória, e também porque é uma pessoa maravilhosa, estou muito feliz em dar as boas-vindas a este artista com o qual, com certeza, vamos dividir momentos incríveis”.

Foto: Roger Kisby

Por sua vez Afo Verde, presidente do Conselho e CEO da Sony para a América Latina, Espanha e Portugal, enfatiza “Todos na Sony somos fãs de Jorge. Admiramos seu talento, sua criatividade, sua humanidade. Sentimos que o melhor de sua carreira está prestes a começar e seremos eternamente gratos a ele e à sua equipe maravilhosa por confiarem em nós. Prezado Jorge, sinto-me profundamente honrado em recebê-lo em sua nova casa”.

Atualmente Jorge Drexler está viajando diversos países com a sua turnê ‘#giraSILENTE’ com ingressos esgotados.

Paula Toller em Paulínia

Você de Paulínia/SP e região que tal escutar de pertinho uma das maiores estrelas da música brasileira, Paula Toller?

Já pensou estar lá e ver ela de pertinho? Pois bem, você vai poder viver este sonho. Em Junho, no dia 14 em um dos locais mais emblemáticos da cidade, o Theatro Municipal a cantora subirá no palco às 22h.

No show “Como Eu Quero”, o repertório vai te conquistar trazendo grandes sucessos de Paula e covers de canções dos Mutantes, de Charlie Brown Jr e de Stevie Wonder. A performance será especial, pois a artista estará bem pertinho do público.

E claro, o Kid Abelha não poderia deixar de ser celebrado. Sucessos da banda como “Nada Sei”, “Como Eu Quero”, “Grand’Hotel” e “Fixação” vão trazer aquela nostalgia gostosa que nós leva a bons momentos.

Você não pode perder esta oportunidade.

O Show:

Quando: 14 de Junho às 22h

Onde: Theatro Municipal de Paulínia/SP – Avenida Prefeito José Lozano Araújo, 1551 – Parque Brasil 500

Mais Informações: www.alphatickets.com.br

Haikaiss e Som Livre

Haikaiss, um dos maiores grupo de Rap do Brasil, com treze anos de carreira entram em uma nova fase.

O grupo formado por Spvic, Spinardi, Qualy e DJ Sleep, acaba de assinar contrato com a Som Livre e em breve vai lançar o disco álbum da carreira.

Eles que sempre foram uma banda independente, assinaram pela primeira vez desde que estrearam com uma gravadora.

Spvic, Spinardi, Qualy e Jonas Bento – Foto: André Rola

Pedro ‘Qualy’ contou um pouco sobre a escolha pela gravadora, “Nossa experiência nesses anos todos veio da nossa independência. O rap está conquistando cada vez mais espaço, é atualmente o terceiro gênero mais ouvido nas plataformas de música. Estamos num bom momento do Haikaiss e enxergamos a oportunidade de ganhar ainda mais força com a Som Livre. Queremos estar cada vez mais inseridos no mercado fonográfico e oferecer sempre o melhor conteúdo para o nosso público”.

Sobre o novo disco, Spvic explica “O nome do nosso sexto álbum é Aquário, baseado na Era de Aquário, o fim de uma era e o surgimento de outra. Vai vir extremamente voltado pras nossas origens e carregado de um conceito de ‘inovar resgatando’ e também de descobertas, com influências de jazz, blues e claro, do boom bap, que é nosso grande amor. Esse estilo foi a nossa primeira paixão no rap e o que nos consagrou como um dos maiores grupos de rap do Brasil. Aquário vai trazer muito da nossa raiz, é como se fosse o Haikaiss do começo, só que muito mais maduro”.

Foto: Instagram

Spinardi fez uma reflexão bsobre a nova fase do quarteto, “Estamos em um mercado em ascensão, extremamente disputado e concorrido, na qual eu julgo muito bom, pois sempre trabalhamos para que o rap tomasse essas proporções. Nessa nova fase do grupo sem dúvidas vamos surpreender muitos ouvintes com novas parcerias, mas tudo dentro da nossa essência, jamais sem perder o famoso rótulo: Haikaiss Originais de Natureza”.

Formado em 2006, Haikaiss é um grande sucesso nas redes sociais com quase 3 milhões de inscritos no canal do You Tube e 495 milhões de visualizações em seus vídeos.

Foto: Instagram

No Spotify são mais de 1,6 milhão de ouvintes por mês. A canção “Pouca Pausa”, em que colaboraram com a cantora Clau junto do grupo Cortesia da Casa em 2018, chegou ao top 10 do Spotify e recebeu disco de platina triplo pelo desempenho.

Paula Toller em Jundiaí

Você de Jundiaí/SP e região que tal escutar de pertinho uma das maiores estrelas da música brasileira, Paula Toller?

Já pensou estar lá e ver ela de pertinho? Pois bem, você vai poder viver este sonho. Em Junho, no dia 07 no Teatro Polytheama, a cantora subirá ao palco às 20h30.

No show “Como Eu Quero”, o repertório vai te conquistar trazendo grandes sucessos de Paula e covers de canções dos Mutantes, de Charlie Brown Jr e de Stevie Wonder. A performance será especial, pois a artista estará bem pertinho do público.

E claro, o Kid Abelha não poderia deixar de ser celebrado. Sucessos da banda como “Nada Sei”, “Como Eu Quero”, “Grand’Hotel” e “Fixação” vão trazer aquela nostalgia gostosa que nós leva a bons momentos.

Você não pode perder esta oportunidade.

O Show:

Quando: 07 de Junho às 20h30

Onde: Teatro Polytheama – Rua Barão de Jundiaí, 176 – Jundiaí/SP

Mais Informações: (11) 4586 2472 / http://www.ingressorapido.com.br

Me Gusta Entrevista : Gabriela Gomes

Entrevista e texto por André Rossanez

O Portal Me Gusta teve o privilégio de conversar com Gabriela Gomes, uma das grandes vozes do Gospel, na sede da Universal Music em São Paulo.

Receptiva e calorosa, Gabi me recebeu com uma energia muito boa. Conheci uma mulher alegre, falante, empoderada, estilosa e comunicativa. E uma artista que ama o seu trabalho e falar sobre sua música.

Saiba tudo o que ela me contou sobre sua carreira, sua arte, suas inspirações e o álbum “Não Vou Perder a Fé”.

Portal Me Gusta: Como surgiu a música na sua vida?

Gabriela Gomes: Desde pitiquinha. Meu pai é músico e cantot, então eu sempre o ouvia. Eu me lembro da gente viajando no carro. O carro é sempre uma marca assim bem interessante de música, e ele ouvia Whitney Houston, Fred Hammond e The Commodores e eu ficava ouvindo. E eu lembro que a música sempre contribuia para minha imaginação. Então eu lembro, que uma marca que eu tinha na infância, era de dentro do carro com meu pai e minha mãe na frente, ouvindo música e minha mente viajava. Dalí parece que meio que eu me conectei com a música, comecei a criar uma paixão, antes mesmo de cantar. Lembro disso, eu era bem pequenininha, tinha uns 5 anos por aí. Meu pai ouvia música e eu ficava imaginando, imaginando um mundo todo colorido. Depois com o tempo eu comecei a ter contato com o Hip Hop, que meu primo era fissurado. Então comecei a ouvir muito Hip Hop e logo depois nesse período eu gostava de ficar cantando, de cantar. Na minha época o racismo era bem mais forte do que hoje, então quando eu via aquelas mulheres negras, empoderadas e bonitas, negonas, eu me identificava; “é isso que eu quero, cantar e eu quero também me sentir assim”. Eu acho que foi daí. Depois participei de um festival na escola com algumas amigas, cantei e minha mãe ficou surpresa. Ela não sabia que eu cantava e nem eu sabia. Eu me descobri ali.

Me Gusta: Como se dá seu processo de composição?

Gabi: Meu processo de composição é meio louco, porque eu não tenho uma regra para compor. Já veio música pronta para mim na rua, ou em casa, às vezes dormindo e acordava com uma música pronta, ou então passando por algum momento da minha vida e eu escrevia do nada, tocando no violão uma melodi e eu linkava com a letra. Então a composição é uma coisa muito inesperada, é algo que acho que a gente precisa explorar. Mas eu costumo deixar acontecer naturalmente. Agora tô no momento em que faz tempo que eu não componho, mas eu respeito muito o meu processo criativo. Por exemplo, além de cantar sou produtora também e nesse momento é o momento que eu estou produzindo, criando arranjo, tô criando ideias no quesito de continuação da música. Então respeito essas fases. Tem fases que eu tô mais compositora, fase que tô mais produtora, fase e que eu tô cantora só. Então é meio doido.

Me Gusta: Como surgiu seu lado produtora?

Gabi: Desde nova, mesmo que eu amasse a música e a massa e tudo isso, no primeiro momento não me via no palco cantando. Eu sempre me via criando. Acho que desde criança eu tinha essa coisa da criatividade então eu sempre me envia criando E aí eu sempre sonhava e falava “um dia eu vou estudar produção musical e vou ser produtora”. Só acabou, que a vida me levou para outro rumo. Acabou que foi cantora e depois de um tempo tiver oportunidade de produzir. Foi o primeiro CD que produzir o da Midian Lima e foi um grande sucesso e me veio de paraquedas. Era para o meu pai produzir esse CD e ele não tinha tempo e falou “Gabi, produz”. E falei “como vou fazer isso?”. E Deus foi me guiando e me direcionando. Eu meio que exerci tudo aquilo que eu sonhei nesse primeiro projeto e depois produzi a minha música “Meu Pai é Bom”. E também tô produzindo mais um de Midian Lima, o segundo álbum. E tô indo aos pouquinhos.

Me Gusta: Qual a maior desafio, produzir outro artista ou seu próprio trabalho?

Gabi: Na verdade o maior desafio é me produzir. Sendo sincera eu sou uma pessoa muito indecisa. Quando é para mim eu sou muito indecisa e quando é para os outros eu tenho muita opinião, não sei explicar. Para mim é muito mais desafiador me produzir por que para me produzir preciso extrair o máximo de mim, é uma autodescoberta. E um preciso de um autoconhecimento muito grande e do meu momento. Agora para o outro. A Midian, por exemplo, é uma amiga que eu conheço ela há muitos anos. A voz dela, não é o americano e nem o pentecostal gospel brasileiro, é uma junção das duas coisas e eu precisava encontrar esse meio. Fui pegando referências, estudando referências de Folk, Black e ficou muito legal com uma diversidade de música muito bacana. Para mim foi mais fácil produzir ela do que me produzir, porque sou muito criativa e muito intensa. Sou mais unção de muitas coisas, então procuro equilibrar tudo isso em mim. Não é fácil.

Me Gusta: Como aconteceu a parceria com a cantora Luma Elpídio na canção “O Nome”?

Gabi: A gente se conheceu em um projeto e desde sempre amei a Lima. A primeira vez que eu ouvi a música dela, me identifiquei muito. Sempre gostei muito do estilo dela e do que eu via do testemunho dela. Achava muito bacana, então sempre tive essa vontade de gravar com ela. No projeto, a gente criou uma amizade muito grande e calhou de cantarmos no mesmo evento e fomos nos aproximando cada vez mais. Aí veio a proposta da Universal Music da próxima música ser um feat e seria bem bacana porque eu ainda não tinha tido. É bem clichê no primeiro feat de uma cantora chamar um cantor e ntão eu disse “vou escolher uma outra mulher para cantar comigo, vou chamar a Luma então foi muito bacana A Luna”. Ela é uma grande amiga e fiquei muito feliz com a participação dela.

Me Gusta: Como você vê o Gospel atual?

Gabi: Vejo o Gospel num momento muito louco. Durante minha vida eu vi o gospel passar por várias transições. Vi o Gospel ser Black, ser mantra, ser Hip Hop, ser Rock. Então sinto que é um tempo novo para o gospel, porque hoje a gente vê muita gente que não tem gravadora, ninguém sabe quem é e tem músicas que o Brasil inteiro canta. Isso é muito legal porque vem meio na contramão, na curva. Acho que também tem surgido muita diversidade. Apesar do padrão hoje ser o Orcha, vejo que pessoas têm florido dentro disso. Tem até uma cantora que gosto bastante, que a Priscilla Alcântara, uma artista que floresceu dentro de um ambiente igual e floresceu no diferente. Vejo diversidades sendo destacadas e se destacando dentro de um ambiente que parece ser igual, mas que dá oportunidade de surgir coisas diferentes e coisas novas. Acho que o Gospel tá carecendo de mais musicalidades e coisas diferentes.

Me Gusta: Quais são suas influências musicais?

Gabi: Tenho muitos artistas e inspirações. Whitney Houston foi sempre muito marcada lá em casa. Meu pai era fissurado por ela e eu também, a gente era muito fã, não só da musicalidade dela. Eu tinha muita empatia com a vida dela, sempre foi uma artista que sempre amei muito. Tem a Tasha Cobbs e o Kirk Whalum, que é um saxofonista. Gosto muito de instrumental também. Entre outros. Dentro do Brasil tem uma cantora, que tenho muita vontade de dividir o palco. É a Nívea Soares. Tenho nela uma referência muito grande, principalmente dentro do nosso meio cristão e como mulher. Como negra, eu sempre me identifiquei com ela que sempre lutou e falou muito disso. E para mim foi muito significativo uma mulher de Deus, cristã, empoderada em Negra. Sonho muito em dividir o palco com ela.

Me Gusta: Como foi escolher o repertório do seu álbum “Não Vou Perder a Fé”?

Gabi: Não foi muito difícil, porque eu tinha começado a compor um pouquinho antes. E dentro do que já tinha, fomos gravar. Priorizei músicas minhas, coloquei uma música do meu pai e completei algumas músicas que estavam na metade. Sempre priorizei num trabalho ser eu mesma, então toda música que gravo é autoral, no máximo uma parceria. A não ser que tenha uma música muito maravilhosa, que seja minha vida. Acho que o artista precisa colocar e extrair dele a sua essência.

Me Gusta: “Não Vou Perder a Fé”, é uma música muito inspiradora. Como surgiu essa canção?

Gabi: Essa música é uma composição do meu pai e ele compôs baseado na minha história. Já tive depressão, síndrome do pânico. Venci a solidão e a depressão, venci o mundo, os olhares, as críticas e eu mesma. Venci todas as falsas expectativas e frustrações. Então meu pai escreveu sobre isso, sobre uma criança e uma adolescente que venceu a solidão e nunca perdeu a fé. Hoje estou aqui, porque Deus segurou na minha mão e falou ‘não largo da sua mão nem que seja necessário colocar mais um pouco de fé e você não vai perder e não vai naufragar”. É uma música que fala disso.

Me Gusta: Como é sua relação com os fãs?

Gabi: Minha relação é bem legal e eu sou meio doida. Às vezes faço muitos vídeos e ninguém aguenta mais e de repente em uma semana sumo. Não gosto de ter uma regra e de pensar que se eu for de um jeito ou de outro, meu público não vai gostar de mim. Procuro ser o mais ‘eu’ possível, mostrar quem eu sou, do que gosto, o que quero passar e o que é mais relevante. Não sou do tipo de pessoa que abre muito a minha vida nas redes sociais. Acho que quem abre muito dá total liberdade para ouvir o que as pessoas querem dizer, e às vezes a gente não quer ouvir o que dizem. Graças a Deus meu público é muito amável, muito gente fina e muito top. Meus fãs são muito legais e a gente interage, brinca e ri. Procuro sempre trazer um ambiente de respeito.

Me Gusta: O que podemos esperar dos próximos passos da carreira?

Gabi: Esse ano, vem álbum novo muito especial e muita coisa. Tô vivendo um momento de transição na minha vida, e muita coisa com influência da minha infância vai vir no meu álbum. Venho lançando músicas de adoração, bem Orcha com mistura do Black e Pop. Inicial Não quero explorar a minha musicalidade Black Music e minha musicalidade R&B. Vai vir muita coisa legal.

Me Gusta: O que você diria para quem está começando na carreira de cantor?

Gabi: Falaria para que eles tranquilizassem o coração e entregassem na mão de Deus. na minha vida sempre aprendi que todas as vezes que eu estava menos ansiosa, foi que as coisas mais fluíam. Então a gente tende a tentar controlar e querer achar que, se a gente sair do controle, as coisas vão desabar e que não conseguiremos chegar onde queremos. E não é isso. Às vezes as pessoas que não tem estrutura para chegar num lugar alto, conseguem chegar lá por mérito próprio, mas não se sustentam por não terem estrutura para se manter lá. Não tem Cruz que Deus me coloca para carregar, que eu não consiga carregar. Tudo vem na medida de Deus. Então você que é cantor, é artista, trabalha, estuda, corra atrás do seu melhor e de conhecimento e tente deixar as coisas acontecerem na hora e no tempo certo, sem passar por cima de ninguém. É só colocar o coração no lugar certo e as coisas acontecem como têm que acontecer.

Não é à toa que Gabriela Gomes é uma das maiores e melhores revelações da música gospel atual. Além de ser mega afinada e escrever belas músicas com letras muito bem escritas, ela é uma daquelas artistas que ama o que faz e que busca sempre levar positividade para as pessoas e belas mensagens.

Eu com Gabriela Gomes após a entrevista

Il Volo No Brasil

Os fãs não vão precisar esperar muito para realizar o sonho de ver novamente os meninos do Il Volo em nosso Brasil.

Os três anunciaram as datas das apresentações que farão em solo brasileiro em 2019. Eles virão comemorar os 10 anos de carreira no mês de Outubro, para nossa alegria.

As cidades escolhidas são Curitiba no dia 19, Porto Alegre no dia 22, São Paulo nos dias 24 e 25 e Rio de Janeiro no dia 27. Os ingressos terão pré-venda no dia 24 de Maio e no dia 27 estarão disponíveis para o grande público (dia 28, no caso de São Paulo)

O Il Volo vai apresentar as canções do novo álbum “Musica”, além de hits da carreira dos italianos como “Vicinissimo”, “A Chi Mi Dice”, “La Voce del Silenzio” e “Musica Che Resta”.

E se você achou que eles não iriam trazer alguns clássicos da música internacional, pode comemorar e se preparar para cantar com eles “O Sole Mio”, “Volare”, “Granada” e “My Way”.

Além de tudo isso, no Brasil o trio será acompanhado pela brasileira, competente e bela Orquestra Sinfônica Villa Lobos.

Mais Informações:

Curitiba – http://www.diskingressos.com.br

Porto – http://www.uhuu.com.br

São Paulo – http://www.ticketsforfun.com.br

Rio de Janeiro – http://www.ingressorapido.com.br

Di Ferrero – Nova Fase

Com muita alegria Portal Me Gusta vem contar uma novidade de Di Ferrero para você.

O ex-vocalista do Nx Zero, assinou nesta quinta-feira dia 2 de Maio, contrato com a Universal Music e a GTS (uma divisão global de agenciamento artístico e produção de eventos).

Realizado, Di conta “Estou com sangue nos olhos, muito determinado a fazer som pra caramba. E sei que estou no lugar certo. Quero agradecer a toda essa galera que está aqui nessa vibe, pra me ajudar a potencializar o meu sonho, esse é o meu objetivo de vida”.

Miguel Cariello, Di Ferrero e Paulo Lima

A assinatura do contrato aconteceu no Rio de Janeiro na sede da gravadora com a presença de seu presidente Paulo Lima e do diretor da GTS Miguel Cariello. Também estava presente Rafael Rossatto empresário do cantor e compositor.

Paulo Lima deu as boas vindas à Di, “Você está entrando na companhia no momento certo e na sua melhor fase. A Universal Music precisava muito de alguém como você, com o seu perfil e talento. Estamos muito empolgados para trabalhar com você esse projeto diferenciado, mas sem perder a essência de tudo o que construiu até hoje”.

Sobre o processo da parceria, Miguel Cariello conta “Desde novembro a gente vem conversando, alinhando. O Di sempre disse que estava aberto, disposto a abraçar novas sugestões. Vamos buscar trabalhar uma produção mais orgânica, com uma pegada diferente”.

Tenho certeza que essa nova fase de Di Ferrero será de muito trabalho e muito sucesso. Com respaldo da gravadora Universal Music, o artista vai expandir a sua carreira e chegará cada vez mais forte pelos quatro cantos do Brasil. Sucesso!

Vem Aí “11:11”

Finalmente já temos a data do lançamento de “11:11” o novo álbum do colombiano Maluma. E está pertinho de acontecer.

Poderemos conferir todas as novas canções, no dia 17 de Maio e o disco já está em pré-venda. Nele teremos mais uma parceria do cantor com Madonna na faixa “Soltera”.

Capa de “11:11”

O cantor explica o título do novo trabalho, “11:11 é um sinal direto de nossos guias, anjos e maestros para estabelecer um momento de conexão, sincronicidade e consciência com nós mesmos, com o todo. É um chamado para despertar, é uma porta para meditar, escutar nossa intuição, olhar em nosso interior, tempo para pararmos e sentirmos as energias sutis do universo. É um chamado de nossa essência, um lembrete de nosso verdadeiro propósito na terra”.

Além de Madonna, participam do disco de Maluma artistas queridos como Ricky Martin, Ozuna, Nicky Jam, Zion, Lennox, entre outros.

Track List de 11:11

Lembrando que o primeiro single foi a canção “HP”, que já é um grande sucesso.

Agora nos resta esperar só mais um pouco, para descobrirmos o que Maluma preparou para todos nós. E á temos certeza que será algo muito bacana.