Digo Sim

Estamos acostumados a ouvir Daya Luz cantando músicas dançantes e alegres. Agora a cantora mostra uma outra faceta com a balada romântica “Digo Sim”.

O clipe da canção é simplesmente apaixonante. Nele, Daya diga uma personagem de desenho animado que vive momentos românticos com seu amado. A direção e o roteiro são de João Paulo Sette.

Sobre o tema Daya Luz revela “Quando ouvi essa música, automaticamente me identifiquei. A letra fala de amor, sobre as loucuras que às vezes fazemos para ganhar outra pessoa. Acredito que todo mundo já se apaixonou um dia e muita gente sonha em viver um grande amor”.

A cantora também fala sobre a mensagem da canção “Quando uma relação começa, é natural que a gente tenha certos medos e receios, mas quando é para ser, a gente se entrega de vez. É o que essa música diz, às vezes não queremos nos apaixonar, mas é o coração que escolhe”.

E o produtor da música, Paul Ralphes elogia a talentosa artista “Daya tem facilidade para cantar músicas mais dançantes e também baladas atmosféricas como ‘Digo Sim’. Ela é uma artista completa e desde o momento em que a ouvi cantando essa música, só com violão e voz, sabia que o resultado seria especial”.

Ele completa “O desafio foi trazer a balada para o mundo mais eletrônico, que fizemos misturando batidas eletrônicas com violão”.

Sobre sua personagem na animação, Daya diz “Eu sou a Dayazinha, que mostra o meu lado menina, que usa tênis, shortinho jeans e regata branca. Ela tem atitude e coragem e leva esse ‘príncipe’ para entrar no mundo dela, sem medo de ser feliz, de se entregar e de viver um grande amor”.

V-One e “El Último Romántico”

Quem gosta de boybands não pode deixar de conhecer o quinteto latino V-One. O último Single deles, “El Último Romántico” é um Reggaeton bem animado e vai te conquistar.

O videoclipe do single foi gravado em Buenos Aires com direção de Juan Ripari. A produção mostra os meninos fazendo a alegria da fã, a digital influencer latina Sofi Morandi.

V-One

A boyband argentina surgiu de forma bem moderna. Gonzalo e Javier queriam muito formar um grupo pop. Começaram então a ver vídeos de cantores nas redes sociais e aqueles que chamaram atenção foram convidados a se juntar a eles.

E porque o nome V-One? A resposta é bem simples. V é o número cinco em algarismo romano e One o número bum em inglês. Portanto, são cinco garotos que formam uma. Cinco garotos que juntos são um só.

O sucesso veio em 2017, quando eles assinaram contrato com a Warner Music e lançar seu primeiro single “Esto És Amor”. Após ouvir a banda, a dupla Mau y Rick se encantaram com o trabalho deles e eles foram chamados para gravarem um feat na música “Aventura”, que foi mais um sucesso.

O sucesso deles continua e o quinteto promete ser um dos maiores nomes da música latina atual. E que venha o primeiro disco para curtirmos ainda mais eles.

Da esquerda pra direita: Rodrigo, Fabrízio, Gonzalo, Javier e Demian

Salvou Meu Dia

“Cê Acredita?!” Pode acreditar. Kevinho e Gusttavo Lima juntos no animado single “Salvou Meu Dia”. E seu dia, garanto, vai ser salvo de qualquer mal humor.

O novo clipe com direção de Mateus Rigola foi gravado em Goiânia, em um posto de gasolina na estrada próxima à cidade de Bela Vista.

Na produção, Kevinho trabalha no posto junto com os youtubers Carlinhos Maia e Lucas Guimarães. Ele é querido por sua cliente, vivida por Caroline Fiama, que o leva dalí para ser feliz.

A compositor da faixa é de Breno Casa Grande, Filipe Escandurras e Shylton Fernandes e o lançamento pela Warner Music.

Mais um hit certeiro de Kevinho. Desta vez com Gusttavo Lima, o cantor continua levando alegria e irreverência ao seu público e continua mostrando que é um dos maiores artistas brasileiros que temos. Sucesso!

Quanto Tempo Demora Um Mês

Inovando seu som, o Biquini Cavadão se juntou à dupla Matheus e Kauan para a musica “Quanto Tempo Demora Um Mês”.

O single faz parte do projeto “Vou Te Levar Comigo”, no qual a banda traz diversos artistas fora do Rock para cantar junto com eles.

A canção ganhou um clipe que mostra a banda e a dupla em estúdio, gravando e interpretando a canção. Muito emocionante ver a química que Matheus e Kauan tiveram com o Biquini Cavadão. Fora isso as vozes deles e de Bruno casaram lindamente.

A nova parceria surgiu após alguns anos em que o Biquini Cavadão descobriu que em uma apresentação em São Paulo, a dupla os estava assistindo na plateia. Segundo o vocalista Bruno Gouveia “A ficha demora um pouco para cair. Nunca temos idéia de como nossas músicas impactam na vida das pessoas. E, neste caso, de uma das maiores duplas do momento”.

E através desse momento, surgiu a ideia de fazer um projeto que reunisse a banda à artistas de gêneros diferentes. E a estreia não podia ser com outro artista, uma retribuição ao carinho de Matheus e Kauan.

“Quanto Tempo Demora Um Mês”, originalmente foi lançada pelo Biquini Cavadão em 2005. A nova versão já está disponível nas plataformas digitais.

É muito bonito ver uma banda tão icônica, dividindo sua experiência e canções com novos nomes da música brasileira, independente de ritmo. Novas gerações com certeza se tornaram fãs do Biquini Cavadão e seus sonhos mais antigos, vão aumentar ainda mais sua admiração por eles.

De Maria e Convidados

Nada melhor do que música boa, não é? Então se você é de São Paulo, está por lá ou pode ir à cidade, não pode perder o show do De Maria.

Toda segunda-feira de Maio, o talentoso cantor estará no Bar Brahma, cantando seus sucessos e releituras de canções da MPB.

E o mais bacana. A cada apresentação, um convidado especial. Já pensou poder ver mais de um show do De Maria, sem ser totalmente igual?

Os parceiros do paraense nessa temporada paulista, são Roberta Campos e Tathi, Victor Cupertino e Maria Claudia Mesquita, Estevão Queiroga e Luiza Possi.

De Maria conta “Poder tocar minhas canções no coração de São Paulo é uma experiência sem igual”. E ele completa “Sei da história e importância do palco do Bar Brahma e preparei um show muito especial para essas noites de maio junto com meus convidados”.

Nas apresentações neste bar tão icônico de São Paulo, poderemos curtir os mais queridos hits de De Maria como “Amanheceu” e “Ela”. Além disso belos covers de obras primas da música brasileira como “Exagerado”, “Um Dia De Domingo” e “Velha Infância”.

Muito bacana! E você não pode perder esta oportunidade única de curtir tão de perto o talento e a voz de De Maria. E vai se emocionar e se alegrar com seu repertório tão gostoso e com seus convidados.

O Show

Local: Bar Brahma : Av. São João, 677 – República, São Paulo/SP

Data: Todas as segundas de maio

Participações:

Dia 6 : Roberta Campos e Tathi

Dia 13 : Victor Cupertino e Maria Claudia Mesquita

Dia 20 : Estevão Queiroga

Dia 27 : Luiza Possi

Horário: 21h

Preços: R$30 (Antecipado) e R$40 (Na porta)

Dá Preferência Pra Mim

Thiago Brava lança novo projeto e o primeiro convidado é Gusttavo Lima. Eles se uniram na animada “Dá Preferência Pra Mim”, uma bachata daquelas.

O vídeo dirigido por André Caverna, mostra os amigos bem a vontade na sacada do apartamento de Thiago, interpretando o tema.

Sobre seu novo rabalho, “Churrascada Do Brava”, Thiago revela “Sempre quis mostrar ao público um pouco desta resenha do sertanejo, essa mistura de churrasco, amigos e música. Nada melhor do que reunir os amigos em casa para cantar modas sertanejas”.

A composição de Caco Nogueira e Pedro Viana foi produzida por Blener Viana e o lançamento é pela Warner Music.

Combate

A dupla Um44k tenta resistir à tentação em “Combate”. Seria fácil escolher entre ser mais comportado ou mais safadinho?

No clipe dirigido por, Saulo Poncio e Luan Otten são jogadores de futebol americano e tentam vencer um jogo para lá de sedutor e diferente. Gravada em Los Angeles, a produção foi dirigida por Junior Marques.

Sobre a música que fala do combate da tentação versus ser comportado, segundo Saulo “Queríamos retratar esse combate de uma forma diferente, menos literal, por isso imaginamos uma disputa em um campo de futebol americano. Algo que tivesse a cara dos filmes e séries que a gente vê a vida toda”.

Luan completa “Queríamos também algo com um certo humor, com a cara de ‘American Pie’. Por isso interpretamos vários personagens, para fugir um pouco da nossa imagem do dia a dia já tão presente em nossas redes sociais”.

O single faz parte do álbum “Tudo Que Sonhamos”. O sucesso do novo disco é tanto que de suas 12 faixas, 9 figuraram no Top 200 do Spotify.

“Combate” veio para coroar ainda mais o sucesso da Um44k, que veio para conquistar o Brasil e permanecer com dois dos maiores artistas da nova geração.

Qué Bonito Es Querer

Manuel Carrasco chega com todo para nos emocionar encher nosso coração de amor com “Qué Bonito Es Querer”.

A linda canção ganhou um clipe dirigido pela dupla Guillermo Centenera e Sergio Jiménez. Na produção vemos a história de duas crianças que são cúmplices e depois têm que encarar a separação. Os amigos são interpretados pelas crianças Eduardo Salas e Irene Fernández.

Sobre o novo tema e vídeo Manuel conta “E esta canção é isso, o hino de amizade que quero dedicar à todas as pessoas que sempre estão aí, nossos anjos da guarda. As imagens nos transportam nessa época da infância, em que tudo é uma aventura muito mais divertida, se compartilharmos com nosso melhor amigo”.

O single faz parte do álbum “La Cruz Del Mapa”, que simplesmente foi o mais vendido na Espanha no ano passado (2018).

Matriz

O tão aguardado quinto álbum de estúdio da Pitty já está entre nós. “Matriz” é uma obra prima e se aproxima das raízes da roqueira. E hoje o Me Gusta vai fazer uma análise deste novo CD.

Produzido por Rafael Ramos e lançado pela Deck Disc, o disco tem treze faixas e algumas participações pra lá de especiais. O seu título foi escolhido exatamente por revisitar as matrizes músicas do início de carreira de Pitty, suas influências e sua essência.

Foto: Otávio Souza

A cantora falou um pouco do nome “Matriz”, “Metaforizando, é como a história de uma ‘blueswoman’ que sai da plantação de algodão, bota a viola no saco e vai tentar a vida na cidade grande. É uma espécie de retorno de um autoexílio estético e cultural, e isso somente é possível hoje por vários motivos. A passagem do tempo, que nos distância do superficial e nos aproxima da essência, e essa nova cena que renovou o fluxo criativo da minha terra, fazendo com que artistas diferentes possam existir ali. Entre outras coisas mais subjetivas”

A música que abriu o novo trabalho é “Bicho Solto” e ela realmente lembra bastante as canções de princípio de carreira. Lembra um som bem conceitual e alternativo com uso de campainhas e um ritmo um pouco repetitivo, mas ótimo. Nos faz refletir sobre a questão do ser e parecer, que é tão presente em nossa sociedade. Incrível.

Um dos singles, “Noite Inteira” já é sucesso. Um belo manifesto que fala da necessidade de lutar contra opressão e a corrupção e como podemos realizar as coisas se o povo se unir. Mas atual e necessário, impossível. E o mais bacana é a participação do grande artista baiano Lazzo Matumbi.

Capa de “Matriz”

Duas canções não foram compostas pela cantora. “Motor” é uma regravação de música da banda Maglore e composta por Teago Oliveira. Nos primeiros segundos, ainda instruntal já curti muito o que ouvi. E o amor por essa música aumentou ainda mais, com sua linda e sensível letra, de arranjo envolvente e com a voz usada com leveza por ela.

Já “Para O Grande Amor”, é uma linda homenagem gravada por Pitty. Composta pelo saudoso Peo Souza (amigo e ex integrante de sua banda) e já gravada pelo grupo Folks, a letra fala de um amor o que te faz ser você mesmo e como é importante cada momento com quem se ama. Muito gostosa de ouvir.

Destaque para “Roda” e sua pegada parecida com as primeiras canções da artista. O rock marcante que levanta as bandeiras da liberdade de se expressar, do orgulho às nossas origens e do persistir sempre. Nela, artista acompanhada do grupo Baiana System, que realmente deu um toque bem especial.

Foto: Maurício Nahas

Bateria bem marcada, Baixo evidente e mistura do Rock com o Blues. É assim “Bahia Blues”. Em sua letra, Pitty canta orgulho por suas origens e como as experiências de vida contribuíram em seu crescimento. também ressalta a importância de se ter um lugar para voltar e se reconectar consigo mesmo.

Já pensou misturar o Rock com Reggae? Isso que acontece no single “Te Conecta”, que também fala sobre se conectar consigo mesmo. Também temos Rock do jeito que só Pitty sabe fazer. “Submersa” nos faz pensar sobre a inconstância do ser humano e que devemos seguir nossos instintos e perseguir os nossos objetivos, mesmo que haja dificuldades. Podemos até pensar em recuar, mas temos que respirar fundo e avançar.

E o disco fecha com chave de ouro. “Sol Quadrado” conta com a participação da talentosa Larissa Luz. Recorda que o que fazemos, seja algo bom ou ruim, retorna lá na frente. Além disso não podemos deixar de questionar o que achamos errado ou não entendemos e devemos sempre manter a nossa essência.

Realmente valeu muito a pena esperar cinco anos por um projeto em estúdio. Temos uma Pitty como sempre adoramos. Uma artista completa que sabe falar com o nosso coração e a nossa consciência. Além de suas letras que sempre são muito bem escritas e acompanhadas por ótimos arranjos.

Foto: Otávio Souza

A rockeira também falou sobre esse tempo todo sem gravar um álbum inédito. “Não é estratégia, não, é só respeito a uma demanda criativa. Eu poderia lançar um disco por ano, mas acho que eles não seriam bons, seria um desrespeito com a própria obra”.

E outra coisa que ela contou, podemos perceber neste álbum tão bacana. “Acabei mostrando um pouco a minha Bahia, diferente daquela estereotipada, onde tem rock, outros gêneros musicais, e cenários que não são só aqueles tradicionais, que eu também amo”.

Em “Matriz”, Pitty resgata sua essência e suas origens e sem deixar de inovar com elementos diferentes dos habituais e com participações tão talentosas. E como sempre ganhos belas músicas com letras inspiradoras, reflexivas, fortes e de personalidade.

Oh Daddy

A cantora latina sensação do momento, Natti Natasha, lança o dançante e animado “Oh Daddy”, que te fará se apaixonar mais ainda por ela.

Com direção do conceituado Nuno Gomes, o clipe mostra uma avó (vivida pela cantora) que conta para a amada neta, sua história de amor.

Nas redes sociais Natti escreveu “Já saiu o filme de ‘Oh Daddy’. Porque tem histórias de amor que com o tempo, se reencontram no mesmo caminho. Espero que gostem”.

A canção foi escrita por Natti Natasha e Daddy Yankee com produção de Linkon e Gaby Music. Além das raízes caribenhas da artista, o single contempla o dancehall e a música pop.

Amor Bandido

Com uma pegada um pouco mais R&B, Lexa se junta a Kekel na envolvente “Amor Bandido”.

O clipe gravado em São Paulo no Parque da Mooca teve a direção de Os Primos (João Monteiro e Fernando Moraes). Nele vemos um casal que se reconcilia e fica mais unido do que nunca, até no crime.

Sobre a música composta por André Vieira, Wallace Vianna, Pedro Breder e Anderson Brito, a cantora conta “Escolhi uma música que me posicionasse como cantora”.

E referente a temática, Lexa reflete “É aquela história, quando um dá uma pulada de cerca e acaba perdoando porque o amor e o fogo é maior que tudo”.

A funkeira também falou um pouco da inspiração do videoclipe, “Amor Bandido, um amor fora da lei, uma paixão fora do comum e logo veio à mente o filme e história real de Bonnie e Clyde. Fizemos uma relação ao clipe pelo nome da música e o conceito que queríamos entregar”.

Acostumados a ver Lexa cantando, podemos conferir desta vez sua faceta como atriz. Ela revela “Quis atuar no vídeo, que é inspirado num casal que ama viver em apuros e ama viver esse amor todo errado”.

Ela completa “Amo me arriscar em outras áreas. Nesse clipe, por exemplo, eu atuo. A música tem uma pegada diferente das últimas que lancei, gosto de apresentar projetos diferentes. Isso representa uma Lexa diversificada e madura musicalmente. Essa música tem identidade, conceito e solidifica ainda mais o meu trabalho”.

Por fim, sobre cantar com Kekel, a artista conta “Eu já queria gravar com o Kekel uma música especifica, adoro as músicas e a identidade que ele coloca em cada uma. Falamos sobre um feat há um tempão, e agora rolou”.

Não resta dúvida de que esta é uma das melhores canções de Lexa. E a escolha de Kekel para a parceria foi impecável. A voz dele caiu como uma luva junto o arranjo da música e combinou muito com a da cantora.

Sucesso na certa!

Radio

Protesto, polêmica e arte. Esses são elementos do novo clipe da banda alemã Rammstein. “Radio” veio para impactar e nos fazer refletir.

A produção dirigida por Jörn Heitmann, mostra em preto e branco uma era obscura da história da Alemanha e do mundo. Uma época de guerra e Hittler.

No vídeo, enquanto a banda toca na Radio Berlin sendo resistência, enquanto a mulherada tenta fazer a revolução e a repressão rola solta através do governo.

É uma crítica muito bem feita ao poder de comunicação que a rádio tinha naquela época e também ao abuso que era cometido de forma ditatorial.

No vídeo os guardas tentam proibir as pessoas até do ato de curtir música no bom e velho rádio, reforçando que este meio era uma das formas de resistência e que preocupava o governo.

“Deutschland”, o clipe anterior da banda fala exatamente do nazismo, do governo Hitler e de ditadura. “Radio” vem para continuar a reflexão sobre esta época e segue a mesma linha do grupo de crítica a esta era que deixou tantas marcas profundas.

É muito importante o fato da Rammsteinresgatar este tipo de reflexão na gente. Uma bela forma de lembrar o passado, para evitarmos de cometermos erros tão ruins como os que já foram cometidos.

Algo muito importante na época em que estamos vivendo, onde mundo está em uma fase de tanto preconceito e intolerância. Algo tão antigo mas que continua assolando nossa sociedade.

Celta Vermelho

Projota sabe como ninguém fazer versos que impactam a gente nos faz refletir. Não podia ser de outra forma seu single autobiográfico “Celta Vermelho”.

A letra da nova música conta um pouco da história dos pais do cantor, como foi a infância de Projota e sua primeira conquista material, um carro do modelo Celta na cor vermelha.

A faixa ganhou o clipe gravado nas ruas de São Paulo. A grandiosa produção mostra Projota em meio a carros e andando pelas ruas, cantando sua história. O pai do rapper, seu irmão, sua vó e sua noiva participam do vídeo.

Projota conta um pouco sobre como foi comprar seu primeiro veículo.”O ano era 2010. Eu cantava nos eventos e, em seguida, descia do palco com os CDs na mão para vender para a galera. Meu DJ, o Zala, me emprestou 2 mil reais pra eu dar de entrada no carro e eu financiei o restante. Não tem o ‘Sonho Americano’? Nessa época eu conquistei o sonho brasileiro: um apê alugado e um celtinha financiado”.

O artista também revela, “Sempre gostei de carro e sonhei em tê-los. Quis mostrar (no clipe) a conquista dos meus sonhos mostrando o primeiro que tive e o último. O Celta entra num no viaduto e sai outro lado o Corvette. Mas para alcançar esses sonhos não foi nada rápido. Foi tudo conquistado com muito trabalho. Estive sob o viaduto por 10 anos”.

O diretor do videoclipe Gustavo Tissot, fala sobre o conceito da produção. “Essa ideia veio do Projota. Ele queria deixar registrada a importante participação da família em sua trajetória. Foi muito marcante. No meio de tanta gente, a avó, o pai e o irmão olhavam para o Projota e conectaram toda a história. Além deles, também estavam presentes os seus amigos, que fizeram parte de sua vida. É um clipe que homenageia pessoas, momentos e situações”.

Sei Lá

Com muito romantismo e música à voz e violão, Projota se une a Vitão e lança a linda e emocionante “Sei Lá”.

A música ganhou um clipe gravado em um estúdio em São Paulo. Simples e muito bela, a produção mostra os dois cantores da Universal Music interpretando o tema e colocando suas emoções para fora.

A diretora do vídeo, Mari Zdravca, conta “Tínhamos a proposta de fazer um clipe monocromático em estúdio. Escolhemos a cor azul, que achamos que combinava com cena da chuva. Esse momento, aliás, foi bem engraçado. Eles nunca haviam filmado com chuva e cantar enquanto caía a água e com o clima frio foi um baita esforço”.

Sobre a inspiração ao compor a música, Projota revela “Durante um tempo, várias pessoas diziam que não valia mais a pena você acreditar no amor e que o casamento é uma organização falida. E eu pensava ‘Sei lá, acho que um dia isso vai dar certo para mim’. Eu sou um sonhador. E agora eu tô aqui quase casado, né? A sorte veio”.

O rapper elogia o companheiro de música, “Vitão é incrível. Ele trabalhava lá na Head Media quando eu produzi essa faixa e veio me mostrar uma versão violão, um outro arranjo que ele tinha feito. E olha aí no que deu”.

O novo single está no novo disco de Projota,”Tributo Aos Sonhadores I”.

Cumbia Para Olvidar

Mon Laferte lança “Cumbia Para Olvidar”, uma típica música ‘corta venas’, como dizem na cultura latina.

A canção melancólica fala do momento onde se sofre por não saber é melhor terminar ou não uma relação. Em seu clipe, Mon aparece em uma festa toda depressiva e bebendo horrores para esquecer seu sofrimento.

No vídeo temos a participação do ator chileno Lucas Balmaceda, que nota a cantora e seu momento triste.

Mon Laferte conta como foi escrita a canção por ela “Em um vôo para a Europa, no final de 2017 eu escrevi essa canção. Gosto quando fico sem internet, porque escrevo as letras que eu gosto mais e as mais honestas. Nesse vôo, sem internet e com todo mundo dormindo, escrevi Cumbia Para Olvidar”.

O interessante é que esta música toda triste, apareceu como single pouco depois da cantora revelar que sofre de depressão durante o festival Coachella. E tenho certeza que isso vai incentivar as pessoas com depressão a terem mais gana de se tratarem.