Maria Maria

O clássico “Maria Maria” de Milton Nascimento, acaba de ganhar uma versão acústica e um lindo clipe.

A música foi lançada em 1978 (há 40 anos) o disco Clube da Esquina e ganhou agora um vídeo pela primeira vez. Foi composta por Milton junto a Fernando Brant para o espetáculo homônimo do Grupo Corpo inspirada em todas as Marias Brant conheceu.

Na produção dirigida por Matheus Serna, vemos mulheres lindas, cada uma com sua beleza dançando e ilustrando a força, a coragem e a delicadeza das mulheres. Participaram da coreografia as cantoras e atrizes Jéssica Ellen, Zezé Motta, Georgina Góes, Sophie Charlotte Camila Pitanga, Arianne Botelho e Simone Mazzer.

Feliz, Milton conta “O lançamento do clipe é uma das coisas que mais me emocionou. Já tem muito tempo que a gente não faz um trabalho dessa forma. O Matheus conseguiu sintetizar tudo o que a música representa”.

Sobre a roteirização, o cantor revela “Foi o próprio Mateus quem nos contou de tudo que ele estava planejando. As ideias eram tão parecidas como que a gente pensava que damos liberdade total para ele. Até que Mateus apareceu com essa coisa linda que ficou o clipe. Confesso: não consigo parar de ver; está demais”.

O diretor do clipe falou sobre a ideia do clipe “Queria que todas elas (mulheres) se identificassem. Inicialmente pensei em todas as locações possíveis. Praia, campo, cidade. Mas cheguei à conclusão de que um não lugar seria importante para que a identificação acontecesse de forma imediata”.

Matheus sonda completa “Por isso a terra está tão presente ela acaba se comunicando com todos os tipos de mulher o clipe deveria servir a música”. O cenário foi inspirado na turnê atual de Milton chamada “Semente da Terra”.

O diretor falou como as artistas que participaram influenciaram na coreografia, “A gente não podia fazer um roteiro linear. Apesar de ter a direção e colaboração de Márcia Rubin (coreógrafa), cada uma delas foi criando à sua maneira de forma orgânica. Foi impressionante como todo mundo se emocionou. Isso chega a ser visível no vídeo do clipe”.

A nova versão do clássico está presente no EP “A Festa” que reúne alguns sucessos de Milton Nascimento em versões acústicas. Ele faz um balanço da nova versão “A gente nunca lançou algo parecido. Esse lance mais acústico foi uma coisa inédita na minha vida, mas que surgiu naturalmente na época das gravações. Passado um tempo decidimos que era hora desse material ser conhecido pelas pessoas”.

Sem dúvida o clipe é uma das coisas mais bonitas que já vi. Ele representa com muita honestidade e força como a mulher é guerreira e supera a cada desafio sem perder a doçura, a esperança e a força. Um “viva” às mulheres.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s