CDs Que Amamos : As Máscaras

Após se jogar na carreira solo com seu disco e DVD Ao Vivo em Copacabana, Cláudia Leitte lançou seu primeiro álbum em estúdio em 2010. “As Máscaras” é um dos melhores da discografia da cantora e o Me Gusta tem o prazer de o relembrar.

Lançado pela Sony Music com produção de Mikael Mutti, Robson Nonato, Miller e Deeplick, nele Claudinha mistura seu Axé com Pop, Reggae, Reggaeton e batidas eletrônicas em suas 14 faixas.

O primeiro single ‘As Máscaras’ foi um estrondoso sucesso em todo o país e arrisco dizer que é a melhor música deste trabalho. Com muita animação somos convidados a nos despir das máscaras e sermos nós mesmos e nos jorgamos na vida, alcançando a felicidade.

Como não amar ‘Famo$a’? A versão em português do hit de Bruno Marz tem a participação do rapper internacional Travie McCoy (um dos compositores da original) e não nos deixa parados em nenhum momento. E também nos animando e muito, temos a faixa ‘Água’ que foi um dos maiores sucessos do Carnaval 2011.

Destaco também uma das faixas mais românticas de todas. ‘Don Juan’ vem com um clima de sedução e uma letra inspiradora com a participação do cantor Belo. E não posso deixar de mencionar ‘Faz Um’ que composta por Carlinhos Brown dá voz ao orgulho em ser brasileiro e ‘Nega O Nagô’ que é a cara do Brasil e sua miscigenação, bem como a cara do Carnaval.

Algumas regravações também estão presentes neste belo projeto. “Trilhos Fortes” foi sucesso de Bruno Masi e com um balanço bem gostoso trás leveza e positividade. A regravação do hit da dupla Kleiton e Kledir, ‘Paixão’ ganhou um toque de Reggae e celebra o amor e a paixão verdadeira. 

Conhecida na voz de Jau, ‘Flores Da Favela’ recebeu uma roupagem toda “good vibes” com um leve toque eletrônico, que a deixou incrível.

Sem dúvida este CD tem a cara de Claudinha e resume todo o alto astral, o talento e a musicalidade da cantora. Não tem uma música que destoe e isso o faz ser incrivelmente especial. Amamos ouvir cada pedaço do disco e quando acaba fica aquele gosto de quero mais. Não tem como não o ouvir várias e várias vezes. Um clássico de Cláudia Leitte.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s